Fake News faz eleição para a presidência do Cruzeiro virar caso de polícia

 213 Visualizações

A noite desta segunda-feira (4) marcou a entrada da fake news na eleição do Cruzeiro. Uma montagem, usando o site da “Rádio Itatiaia” trazia a informação de que Pedro Lourenço, dono do Supermercados BH e maior parceiro do clube, tinha deixado de apoiar Sérgio Santos Rodrigues por um envolvimento dele com a chamada Família União.

Na tarde desta terça-feira (5), o candidato, ao lado do deputado estadual Léo Portela (PR), que é atuante em sua campanha, esteve na Delegacia de Crimes Cibernéticos em Belo Horizonte para prestar queixa.

Imagem fake news eleição Cruzeiro

Montagem, usando o site da Rádio Itatiaia, espalha, desde a noite da última segunda-feira, a fake news de que Pedro Lourenço teria deixado de apoiar Sérgio Santos Rodrigues na eleição do Cruzeiro

“A gente está tomando essa atitude porque as pessoas precisam aprender que transmitir uma imagem falsa também gera responsabilidade civil e criminal. Internet não é terra sem lei. Polícia Civil de Minas Gerais já está investigando esse tipo de prática”, afirma Sérgio Santos Rodrigues, que é advogado.

Segundo ele, “a investigação já tem um início avançado, pois uma pessoa que assessora o meu adversário jogou essa mensagem num grupo de WhatsApp de cruzeirenses”.

Ouvido na noite da última segunda-feira pela reportagem do Hoje em Dia, quando começou a apuração da notícia, Ronaldo Granata garantiu que nem sabia da fake News envolvendo a imagem de Pedro Lourenço e Sérgio Santos Rodrigues.

Ele afirmou ainda que já sofreu demais com esse tipo de coisa e não compactua com atitudes como essa: “Qualquer fake news, pode ter certeza que não tem minha participação. Já sofri com isso demais. Não desejo isso nem para meus adversários”.

Audiência

Mais cedo, em sua conta no Twitter, Léo Portela tinha garantido que fará uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais sobre as fake nerws.
“Como Presidente da Comissão de Comunicações da @assembleiamg, estou agendando audiência pública sobre fake news e as consequências jurídico-criminais para quem as dissemina. Na oportunidade, abordarei entre outros a atuação da quadrilha união e seu exército nas redes sociais!”, garantiu o deputado.

 

Léo Portela

@leoportela_

 

Ao lado de @SergioSRoficial, saindo da Delegacia de Investigação de Crimes Cibernéticos, onde trouxemos uma lista de nomes, perfis e agências usados para espalhar Fake News e conteúdo difamatório. A Comissão de Comunicações da ALMG acompanhará o andamento das investigações.

Ver imagem no Twitter
65 pessoas estão falando sobre isso
 
 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.