Em jogo dramático, Cruzeiro supera o Boa nos pênaltis e avança na Copa do Brasil

Douglas Magno/Light Press/Cruzeiro

Um grande time começa com um grande goleiro, diz um dos clichês do futebol. O Cruzeiro tem um grande goleiro, mas, em 2020, está longe de ter um grande time. Em uma partida dramática pela segunda fase da Copa do Brasil, contra o Boa, em Varginha, Fábio fez sua parte ao defender sua 30ª penalidade pelos celestes, durante a disputa de pênaltis, vencida pela Raposa por 5 a 4, após 1 a 1 no tempo normal.

Na cobrança que garantiu a vaga na próxima etapa da competição, Maurício viu Renan Rocha quase fazer a intervenção, mas a bola passou embaixo do arqueiro e ultrapassou a linha. Em outras palavras: sufoco até a última penalidade, e o passaporte garantido na terceira fase para encarar o CRB.

No sábado, às 19h, no Mineirão, o Cruzeiro enfrenta o Atlético, pela oitava rodada do Mineiro.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.