EDUCAÇÃO – Profissionais de escolas estaduais aderem greve em Itabira

A greve dos profissionais da educação da rede pública estadual ganhou novas adesões em Itabira e alunos podem ficar sem aulas nos próximos dias. Na quinta-feira (27/02), a escola Estadual Antônio Linhares Guerra, do bairro Machado, também decidiu paralisar as atividades.

Um comunicado divulgado pela direção da escola nas redes sociais, informou que 100% dos professores, profissionais da secretaria, cantineiras, 99% dos especialistas e profissionais da manutenção da escola aderiram à greve.

Na semana passada, a escola Estadual Trajano Procópio de Alvarenga Silva Monteiro (Premen) já havia anunciado a interrupção total das aulas. Já na escola Estadual Mestre Zeca Amâncio (Eemza), no Centro, as aulas estão parcialmente interrompidas. Cinquenta e cinco profissionais aderiram à paralisação, dentre professores, vice-diretores, especialistas, profissionais da cantina e manutenção da escola.

No total, a Eemza tem com 120 profissionais. Na quinta-feira (27/02), a direção da escola divulgou comunicado pedindo que os alunos do turno da tarde levem lanche, devido à falta de cantineiras.

A Estadual Dona Eleonora Nunes Pereira está em situação semelhante. “A equipe diretiva da escola, comunica que os professores do matutino aderiram à greve dos servidores públicos da educação do Estado e que, por isso, a escola, está funcionando parcialmente.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.