Após caso de coronavírus, venda de álcool gel nas farmácias de BH cresce até 50%, diz sindicato

A confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil, em um paciente de São Paulo, aumentou a venda de álcool gel nas farmácias de Belo Horizonte nessa quarta-feira (26/02), segundo o sindicato das farmácias da capital mineira.

O vice-presidente do sindicato, Roni Rezende, afirma que em algumas lojas houve elevação da demanda em até 50% e  faltou o produto. “A gente teve a procura imediata em algumas lojas. A gente já tinha em quantidade grande porque já tinha se preparado. Com o primeiro caso [de coronavírus], houve uma explosão de busca do produto na loja”, disse.

Ele garante, no entanto, que haverá produto o suficiente. “Acredito que não vamos ter problema com o álcool gel, mas com a máscara eu tenho uma preocupação.”

De acordo com Roni, o preço do álcool gel individual, de 50g, gira em torno de R$ 6, e o maior, por volta de R$ 18. A caixa com 50 máscaras custa cerca de R$ 20.

Leia mais

Paciente com suspeita de coronavírus está internada em BH; Brasil confirma 1º caso da doença

Novo coronavírus: Uberlândia interna paciente com sintomas; Minas tem ao menos sete casos suspeitos

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.