Sobe para 55 o número de lotes de cervejas Backer contaminados, segundo Ministério da Agricultura

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou na tarde desta terça-feira (18/02) mais 14 novos lotes de cervejas da Backer contaminados. Com isso, a substância dietilenoglicol já foi encontrada em 55 lotes de cervejas, e em 12 rótulos.

A Polícia Civil apura 34 casos de intoxicação em Minas Gerais, sendo seis óbitos, para constatar se há relação com o consumo da cerveja Belorizontina, produzida pela Backer.

O Mapa continua testando amostras de cervejas da Backer recolhidas. A empresa permanece fechada e os produtos somente serão liberados para comercialização após análise e aprovação do órgão.

Ainda segundo a pasta, os lotes contaminados foram produzidos entre julho de 2019 e janeiro de 2020.

Os rótulos são:

1.    Belorizontina
2.    Backer Pilsen
3.    Backer Trigo
4.    Brown
5.    Backer D2
6.    Capixaba
7.    Capitão Senra
8.    Corleone
9.    Fargo 46
10.    Layback D2
11.    Pele Vermelha
12.    Três Lobos Pilsen

 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.