VISITA A MINAS – Bolsonaro anuncia liberação de R$ 1 bilhão para Sudeste combater estragos da chuva

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press )

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), anunciou na tarde desta quinta-feira, a liberação de R$ 1 bilhão para toda Região Sudeste. A verba será destinada a municípios que sofrem com as fortes chuvas nos últimos dias, principalmente nos estados de Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Bolsonaro anunciou a medida depois de sobrevoar seis cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte, incluindo a capital mineira. Depois, o presidente se reuniu com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, sete ministros, seis prefeitos, deputados e outras autoridades de nível municipal e estadual.

“São dias difíceis para Minas Gerais, também para Espírito Santo e Rio de Janeiro. O Governo Federal se solidariza com os familiares das vítimas e se coloca ao lado do sofrimento do povo de Minas Gerais. Trouxemos sete ministros para cá, apresentar medidas do plano federal. Primeiro, cumprimentando nosso governador, que deu pronta resposta ao ocorrido. É um momento difícil do estado, dos municípios atingidos, e disponibilizamos então, hoje, R$ 1 bilhão para esta Região Sudeste, atingida”, disse, durante o pronunciamento que deu no Aeroporto de Confins, em BH.

Na reunião desta quinta, Bolsonaro editou Medida Provisória que abre crédito extraordinário, no valor de R$ 892 milhões, em favor do Ministério do Desenvolvimento Regional ao Sudeste. Soma-se ao montante do crédito extraordinário os valores já repassados pela pasta por meio de recursos ordinários, totalizando o valor citado pelo presidente.

O ato assinado será publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta sexta-feira. No complemento do anúncio, Bolsonaro afirmou outras medidas federais, mas sem dar maiores detalhes.

“Também, com os demais ministros, da Infraestrutura, vamos ajudar nas rodovias que estavam bloqueadas. A Caixa Econômica Federal também, com liberação do FGTS, a Saúde, bem como os demais ministérios. Estamos trabalhando ombro a ombro para buscar, então, mitigar os problemas ocorridos com essa catástrofe que aconteceu nos últimos dias”, completou.

Desde a última semana, somente em Minas, 55 pessoas morreram em decorrência das catástrofes provocadas pela chuva, que escancara os problemas de planejamento urbano das cidades mineiras. No Espírito Santo, 10 pessoas morreram pelo mesmo motivo. No Rio, a chuva também castiga algumas regiões do estado, onde foram registradas pelo menos duas mortes.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.