SÃO GONÇALO DO RIO ABAIXO – Prefeitura encaminha projeto de Lei a Câmara Municipal que garante auxílio imediato à população vítimas pela enchente

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 240 Visualizações

O presidente da Câmara de São Gonçalo, Flávio de Oliveira – PDT (Flavinho Terra Branca) recebeu do prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo, Antônio Carlos Noronha Bicalho, na tarde desta segunda-feira (27/01), um Projeto de Lei nº 01/2020, com caráter de Urgência, que visa a auxiliar as famílias que, comprovadamente, tiveram suas casas invadidas pela água em decorrência das chuvas, ocorridas entre os dias 23 e 25 de janeiro.

Presidente da Câmara de São Gonçalo, Flávio de Oliveira – PDT e o prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo, Antônio Carlos Noronha Bicalho. Foto: reprodução/Itabira Online

Comerciantes locais também receberão o auxílio. O valor estipulado pela Prefeitura é de R$ 8 mil reais a cada núcleo familiar.

Após receber o projeto, o presidente da Câmara, ciente da necessidade e da relevância do tema, encaminhou o Projeto para ser analisado pelas Comissões. “Nesse momento é muito importante que as pessoas recebam toda a ajuda necessária para suprir as perdas materiais que tiveram. No que depender desta Casa Legislativa, buscaremos o melhor para todos”, finalizou Flávio de Oliveira, que já está marcando uma reunião extraordinária para votação do Projeto. 

Se aprovado pela Câmara, o município poderá conceder R$ 8 mil, por núcleo familiar. Mesmo valor será ofertado aos comerciantes que tiveram estabelecimentos inundados. De acordo com o projeto de lei, o valor somente será dado às pessoas que comprovadamente tiveram suas casas ou comércios invadidos por ocasião do transbordamento do rio Santa Bárbara, outras barragens ou cursos d´água, nas situações levantadas e apuradas pela Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social.

O projeto prevê ainda um acréscimo de R$ 4 mil, por núcleo familiar, em virtude de maior impacto desde que devidamente apurado e levantado caso a caso. Equipes da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social percorrem a cidade priorizando as residências inundadas pela enchente.

O prefeito Antônio Carlos entregou o projeto pessoalmente ao presidente da Câmara, Flávio Silva de Oliveira, na tarde de hoje e pediu agilidade na aprovação da matéria. “Contamos com a parceria que sempre tivemos junto ao Legislativo, tendo em vista que quanto mais rápido esse projeto for aprovado mais ágil será concedido o auxílio financeiro às famílias que muito necessitam neste momento difícil”, ressalta o Chefe do Executivo.

Números

A Prefeitura de São Gonçalo ainda contabiliza os prejuízos causados pelas inundações. O volume de chuvas que atingiu a cidade nos últimos dias ultrapassa registros ocorridos há mais de 40 anos.  A Defesa Civil municipal estima que 400 casas na região central da cidade tenham sido atingidas, o que representa uma média de 1.400 pessoas diretamente afetadas. Isso porque, considera-se uma média de 3,6 pessoas por residência. O número de desabrigados chegou a 136 pessoas, mas no início da tarde desta segunda-feira, por conta da ajuda de parentes, 92 pessoas seguem nesta situação.

Prefeito Antônio Carlos percorreu várias localidades para verificar os estragos das chuvas. Foto: Elisângela Bicalho

As chuvas também causaram estragos em algumas localidades rurais como Pacas, Malaquias e Vargem da Lua. Houve quedas de barrancos, pontes e muros. Os locais de desobstrução de estradas seguem em reparo.

Ações

Equipes da Prefeitura agiram rápido disponibilizando máquinas para recolhimento de entulhos, caminhões pipa com água potável e água não potável – utilizada para limpeza de ruas e residências. Quites com produtos de higiene pessoal e muita água mineral foram distribuídas às vítimas das chuvas.

Equipes da Prefeitura realizam limpeza na região central de São Gonçalo do Rio Abaixo. Foto: Anágnia Flóis

Milhares de embalagens de 1,5 litro de água mineral foram doados pela Vale e a prefeitura também realizou compras do líquido para atender a demanda. Doações de roupas em geral também seguem em andamento por meio de ações voluntárias.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *