Minas Gerais, Polícia

Grupo é preso após deitar corpo falso na linha férrea para roubar trem no Barreiro

Portal Hoje em Dia

Terminou frustrado o esquema montado por uma quadrilha para roubar ferro-gusa de um trem no Barreiro, em Belo Horizonte, na madrugada desta segunda-feira (24/06). A ação criminosa contou até com um corpo falso na linha férrea, mas foi impedida pela ação policial, que prendeu três pessoas. Uma criança de 11 anos também estava com o grupo e foi mantida com os policiais até a chegada dos pais. Pelo menos outros 20 indivíduos conseguiram fugir. 

De acordo com a Polícia Militar, um vigilante repassou à corporação uma denúncia de que haveria um grupo preparando uma armadilha na linha, na altura dos bairros das Indústrias e Vila São Paulo, para parar o trem que vinha de Sabará, na Grande BH, e saqueá-lo. Para conseguirem a parada, o grupo posicionou pedras cobertas por lençóis na via férrea, simulando um corpo deitado. 

A PM foi ao local e confirmou a ação. Escondidos atrás da vegetação, os militares decidiram manter a armadilha, utilizando-a contra os próprios criminosos. Em contato com o operador dos vagões, os agentes eram informados em tempo real sobre o trajeto do veículo ferroviário, carregado com duas toneladas de minério.

A espera durou uma hora e, finalmente, o trem chegou. Nesse momento, os militares notaram que um grupo de homens seguia sobre o trem, preparado para invadir a locomotiva, que já estava parando. No entanto, uma olheira, de 46 anos, notou a presença da PM e gritou. Os agentes ordenaram que o grupo se rendesse. Um dos homens, armado com uma espingarda, insinuou que atiraria. A PM revidou e grande parte deles se dispersou, em direção à Vila São Paulo. Ninguém ficou ferido. 

Na ação, além da mulher que trabalhava como olheira do grupo, foram presos um homem de 25 anos e um outro, de 43. Segundo a PM, essa é a segunda vez que o grupo tenta o roubo.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend