América leva virada do Brasil de Pelotas e cai para lanterna da Série B do Brasileiro

Superesportes

O América fechou a quinta rodada da Série B do Brasileiro de pior forma. Se a situação estava ruim antes do jogo contra o Brasil de Pelotas, na noite deste sábado, no Estádio Bento Freitas, no interior gaúcho, a derrota de virada por 2 a 1, diante de um adversário direto na briga contra a lanterna, deixou o Coelho em estado alarmante, já que o time mineiro passou a figurar em último na classificação. Juninho abriu o placar, mas os anfitriões chegaram ao triunfo com Murilo Rangel e Bruno Paulo.

 Foto: Estevão Germano/América

Com apenas um ponto, conquistado no empate sem gols com o Criciúma, fora de casa, o América recebeu a lanterna do Brasil de Pelotas, que por sua vez ganhou a primeira e passou ao penúltimo lugar. O Coelho vinha de tropeços contra Botafogo-SP e Sport, no Independência, e diante do Operário-PR, na estreia. 

Sob o comando de Mauricio Barbieri, contratado para o lugar do demitido Givanildo de Oliveira, foram duas derrotas e um empate. Para complicar a má fase, o goleiro Thiago, indicado pelo treinador e emprestado pelo Flamengo, que estreou neste sábado, falhou feio no lance que resultou na virada do Brasil de Pelotas. Na próxima rodada, o América receberá o Coritiba, em nova tentativa de reagir diante da torcida. O jogo será na segunda-feira, dia 3, às 20h, no Independência. O Brasil de Pelotas visitará o Guarani no Brinco de Ouro, em Campinas, nesta terça-feira.

O jogo

Com a estreia do goleiro Thiago, que conhece o treinador desde os tempos de Flamengo, o América foi a campo focado em se recuperar em duelo direto contra o Brasil de Pelotas. As duas equipes buscavam fugir das últimas posições da Série B com a primeira vitória. E foi o Coelho quem abriu o placar, logo aos 5min. Neto Berola recebeu na área e passou a Juninho, que apenas tocou para as redes: 1 a 0.

A alegria do América durou pouco, já que o Brasil de Pelotas empatou três minutos depois, aos 8. Murilo Rangel foi lançado na área e chutou forte, sem chances para Thiago: 1 a 1. O empate animou a equipe da casa, mas o América não se intimidou e até dominou a partida. O problema foi a perda do volante Zé Ricardo, acertado no rosto por Murilo Rangel. Mauricio Barbieri, que reclamou do lance, substituiu o titular – com intenso sangramento na boca – pelo recém-contratado Luiz Fernando.

Na etapa final, o América buscou manter a postura de segurar a bola e controlar as ações. Neto Berola era uma boa arma ofensiva, só que não havia sintonia entre os atacantes. O Brasil de Pelotas, que perdera boa chance com Juba logo no começo, aumentou a produção, mas esbarrava nos erros de passe. 

O América tomava iniciativa na troca de passes, com mais posse de bola, mas acabou castigado com a virada, aos 26min. E foi em um lance que tanto causou problema para o Coelho na temporada: cruzamento para a área. Após escanteio cobrado por Murilo Rangel, pela direita, Thiago saiu mal do gol e errou feio ao tentar afastar. Na sobra, Bruno Paulo mandou para as redes: 2 a 1. 


LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.