Brumadinho: 238 mortos são identificados na tragédia da Vale

GLOBO MINAS

Chegou a 238 o número de mortos identificados pelo Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Civil devido ao rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Defesa Civil do estado, até esta sexta-feira (10/05), 32 pessoas continuavam desaparecidas na tragédia da mineradora.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

A polícia não divulgou o nome da última pessoa identificada. Segundo a corporação, este foi um pedido da família da vítima.

No dia 25 de janeiro deste ano, a barragem da Mina Córrego do Feijão se rompeu, matando dezenas de pessoas e contaminando o Rio Paraopeba, um dos afluentes do Rio São Francisco. Os rejeitos devastaram a área administrativa da mineradora, incluindo o refeitório, onde muitos trabalhadores almoçavam na hora do rompimento.

A usina ITM de beneficiamento também foi atingida, assim como vagões de trens e veículos que estavam na empresa. Após varrer a mineradora, a lama atingiu comunidades de Brumadinho destruindo casas, inclusive uma pousada, e propriedades rurais.

No 106° dia de buscas, 133 militares do Corpo de Bombeiros atuavam em 19 frentes de trabalho. A equipe conta com quatro cães, 112 máquinas pesadas e um drone. Os bombeiros informaram que estão testando novas máquinas e que a atuação na Ponte Alberto Flores se estenderá até as 2h da madrugada de sábado (11).

Números da tragédia

  • 238 mortos identificados;
  • 32 desaparecidos;
  • 395 localizados.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.