LIBERTADORES – Em quarto triunfo seguido, Atlético vence o Zamora e vai à Sul-Americana

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 180 Visualizações

Foto: Bruno Cantini/divulgação/Atlético

Uma vitória na Venezuela para diminuir o vexame dado na Copa Libertadores e, de quebra, para classificar o alvinegro para a Sul-Americana. Este foi o fruto colhido pela equipe comandada pelo técnico interino Rodrigo Santana, que venceu o Zamora, por 2 a 1, na noite desta terça-feira (07/05).[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

Com uma equipe alternativa, com apenas quatro jogadores considerados titulares, Réver, Igor Rabello, Fábio Santos e Adilson, o alvinegro contou com a estrela do atacante Alerrandro, reserva de Ricardo Oliveira, que balançou a rede duas vezes e deu a importante vitória em Barinas. Com os tentos, inclusive, ele chegou ao décimo na temporada, em 12 jogos disputados.

Frágil, o dono da casa conseguiu diminuir o marcador no início da segunda etapa, em cobrança de pênalti de Ignácio Gonzalez, que não deu chance ao goleiro Cleiton, substituto de Victor fora do país. Ele, inclusive, fez sua estreia pelo Galo na competição.

Nos minutos seguintes, uma pressão absurda fez os mineiros sofrerem para segurar a vantagem. Fechadinho e resistindo às investidas da equipe de José Cañas, os brasileiros respiraram aliviados com o apito final.

Com o resultado, o Galo chegou aos seis pontos e deixou a lanterna do Grupo E nas mãos do Zamora, oitavo colocado na Liga Nacional.

Quarta vitória

Aos que acreditam em coincidências, além de ser a quarta vitória seguida dos comandados de Rodrigo Santana, esta foi o quarto triunfo pelo mesmo placar. Assim como contra o Zamora, o 2 a 1 apareceu contra Avaí, Vasco e Ceará; estes, pelo Campeonato Brasileiro.

No próximo domingo (12/05), o Atlético volta a campo e, no Mineirão, encara o Palmeiras. Líder da competição mais importante do país, o time mineiro terá a volta dos titulares para encarar o atual campeão nacional, comandado pelo experiente Luiz Felipe Scolari.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *