Meio Ambiente, Mundo

Após novo ciclone, Brasil mantém equipe de resgate em Moçambique

Por Agência Brasil 

O governo brasileiro decidiu deslocar uma equipe de ajuda humanitária para a província de Cabo Delgado, em Moçambique, segundo informou o Itamaraty, em nota. A região foi atingida na quinta-feira (25/04) pelo ciclone Kenneth, o que causou mortes e destruição no local. O desastre ocorreu pouco mais de um mês após a devastação causada pelo ciclone Idai, na região central do país, que provocou a morte de mais de mil pessoas.  [pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

“Ao lamentar essa nova calamidade natural, o governo brasileiro se solidariza com a população e o governo moçambicano. Em atenção a pedido de ajuda do governo de Moçambique, o Brasil está deslocando a equipe humanitária brasileira já presente no país para as regiões afetadas pelo ciclone Kenneth, a fim de atuar em missões de busca e salvamento”, informou o Ministério das Relações Exteriores.

A equipe de salvamento brasileira é composta por 40 bombeiros militares da Força Nacional de Segurança Pública e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais. De acordo com o Itamaraty, o grupo é o único contingente internacional com treinamento específico em busca e salvamento que se encontra atualmente em Moçambique.  

O governo brasileiro também fornecerá a Moçambique mapas das regiões afetadas, obtidos da rede de satélites da International Charter Space and Major Disasters, para auxiliar nas operações de resgate.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend