Menina de 15 anos é espancada e morta por colega com transtornos mentais em escola de Minas Novas

Uma menina de 15 anos morreu dentro de uma escola, em Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, após ter sido espancada por uma outra adolescente, da mesma idade. O crime aconteceu no horário do recreio, na tarde dessa quarta-feira (10), na Escola Estadual Doutor Agostinho da Silva Silveira. A briga teria acontecido após a agressora acusar a vítima de ter rasgado seu caderno.

Maria Aparecida morou no mesmo abrigo que a agressora – Foto: Whatsapp/reprodução/JHE

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), as duas alunas fazem parte de um grupo de alunos que moram ou moraram em um abrigo para pessoas com deficiência, e eram acompanhadas por uma educadora da instituição. A vítima já havia sido reintegrada à família e a agressora, que teria transtornos mentais, ainda era acolhida no abrigo. 

Segundo a boletim de ocorrência, a agressora teria tido um ataque de fúria e partido para cima da colega, “arremessando-a ao solo com puxões de cabelo e, em seguida, desferindo vários chutes na cabeça da vítima”. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e a vítima foi encaminhada ao Hospital da Fundação Minas Nova, mas a menina morreu logo ao dar entrada na unidade de saúde. A agressora foi apreendida pela polícia. 

A SEE afirma que um representante da Secretaria de Educação está se deslocando para Minas Novas para acompanhar e dar apoio às famílias das envolvidas no caso e aos servidores da escola. Reforça também que “trabalha em toda a sua rede para que a oferta do ensino seja universal e inclusiva, garantindo o acesso ao conhecimento sem nenhuma forma de discriminação, ou seja, todas as escolas estaduais estão aptas a receberem alunos com deficiência”.

A Prefeitura de Minas Novas se manifestou sobre o caso nas redes sociais. 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.