Esportes, Futebol

Cruzeiro e Atlético jogam pela Libertadores buscando quebra de escritas

Portal Hoje em Dia

Cruzeiro e Atlético entram em campo hoje, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, tentando derrubar escritas diante de Huracán, da Argentina, e Cerro Porteño, do Paraguai, respectivamente, em confrontos que começam às 19h15. A Raposa joga no Mineirão. O Galo encara o caldeirão do La Olla Azulgrana, em Assunção.

Com longa história na Copa Libertadores, o Cruzeiro já enfrentou, como mandante, nove clubes argentinos diferentes. E o único que ele nunca venceu foi justamente o Huracán, adversário celeste em 2015 também na fase de grupos.

No jogo disputado no Mineirão, em 3 de março de 2015, pela segunda rodada do Grupo C, os dois times ficaram no 0 a 0, numa partida em que o ataque argentino foi comandado por Ramón Ábila, que no ano seguinte foi contratado pelo Cruzeiro.

Outros três clubes argentinos visitaram a Raposa apenas uma vez, pela Copa Libertadores, e perderam esse confronto. Foram eles o Rosario Central e Independiente, no triangular semifinal de 1975, e o Racing, na fase de grupos do ano passado.

Nessa partida, os dois clubes disputavam a primeira posição da chave e o Cruzeiro fez 2 a 1.

Sobrevivência

O Atlético participa em 2019 pela décima vez da Copa Libertadores. Nas nove anteriores, foi eliminado na fase de grupos em duas oportunidades (1972 e 1981). As duas quedas tiveram o Cerro Porteño como um dos responsáveis.

É bom lembrar que nessas duas edições apenas o primeiro colocado de cada chave avançava na competição. Mesmo assim, o Galo tinha grandes times na época, mas perdeu pontos importantes diante dos paraguaios que já venceram o confronto do turno entre eles, no Mineirão.

Em 1972, o Atlético empatou com o Cerro no Mineirão e perdeu em Assunção. A única vitória alvinegra no confronto foi em 1981, no Paraguai, mas ela acabou valendo pouco por causa do empate por 2 a 2 entre os dois clubes no Mineirão.

Tivesse vencido aquela partida, a última que disputou em casa, terminaria o Grupo C com um ponto a mais que o Flamengo e não seria necessário o jogo de desempate no Serra Dourada.

A vida de Cruzeiro e Atlético ficará muito melhor em seus respectivos grupos se eles derrubarem hoje essas escritas.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend