Cruzeiro vence Deportivo Lara-VEN e dispara na liderança na Libertadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 98 Visualizações

Aniversariante do dia, Rodriguinho marcou o primeiro gol do Cruzeiro na vitória sobre o Deportivo Lara, no Mineirão – Foto: Mineirão/twitter/reprodução

Foi mais difícil do que se esperava. Quem imaginava uma goleada do Cruzeiro sobre o Deportivo Lara, nessa quarta-feira (27/03), no Mineirão, viu um duelo bastante equilibrado.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

Valente, o time venezuelano ofereceu resistência a equipe celeste, mas não foi páreo ao poderio ofensivo da Raposa, que contou com noite inspirada de Fred para vencer por 2 a 0.

Os gols do time estrelado foram marcados Rodriguinho, no início do primeiro tempo, e Jadson, já nos acréscimos do segundo tempo, ambos com assistência o camisa 9.

O resultado deixa o Cruzeiro disparado na liderança do grupo B do torneio, com seis pontos. O segundo colocado é o Emelec, do Equador, que tem dois pontos, seguido pelo Huracán, da Argentina, e pelo próprio Deportivo Lara, que somam um ponto na competição.

Na sequência da Libertadores, o Cruzeiro vai a Guayaquil, enfrentar o Emelec,na próxima quarta-feira (03/04), às 21h, no estádio George Capwell. No mesmo dia, o Lara recebe o Huracán, em Cabudare, na Venezuela. 

Antes, a Raposa tem pela frente o primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, contra o América, no domingo, às 16h, no Independência. 

Início avassalador

No embalo do torcedor, que compareceu em bom número ao Mineirão, o Cruzeiro começou a partida pressionando o Deportivo Lara.

Regido pelo quarteto ofensivo, a Raposa abriu o placar logo nos primeiros minutos.

Após lançamento de Robinho, Fred, de ombro, serviu Rodriguinho, que, de frente para o goleiro, finalizou com categoria, no canto direito de Salazar, para abrir o placar para a equipe celeste.

O meia, que completou 31 anos nesta quarta-feira, marcou o sexto gol em oito jogos com a camisa celeste.

No minuto seguinte, Fred quase marcou o segundo para o Cruzeiro. Após cruzamento de Edilson, o centroavante se antecipou a zaga do Lara, mas cabeceou em cima de Salazar.

A melhor chance de a Raposa ampliar o marcador veio aos 24 minutos. Rodriguinho lançou Marquinhos Gabriel, que avançou pela esquerda, e serviu Fred. O camisa 9 balançou as redes, mas o árbitro marcou impedimento, gerando a revolta do time estrelado.

Mesmo atrás no placar, a equipe venezuelana se posicionou com nove jogadores atrás da linha da bola, e esfriou as ações ofensivas da Raposa, levando a derrota pelo placar mínimo para o intervalo.

Segundo tempo

Diferentemente do que aconteceu na etapa inicial da partida, o segundo tempo começou morno.

Mais à vontade no duelo, o Deportivo Lara começou a ocupar mais o campo ofensivo, acuando o Cruzeiro.

Aos 11 minutos, o time venezuelano teve a primeira oportunidade de gol, através de Yriarte. O meio campo do Lara finalizou da entrada da área, e Fábio, seguro, espalmou para escanteio.

A segunda chance da equipe venezuelana também veio de um arremate de longe. Aos 24, Di Renzo arriscou de longe, e a bola passou com perigo, próxima ao canto esquerdo do camisa 1 celeste.

Cinco minutos depois, a primeira chance do Cruzeiro no segundo tempo. Fred aproveitou cruzamento de Edilson pela direita, testou firme para o gol, mas a bola passou por cima do gol de Salazar. 

Na parte final da partida, o Lara tentou esboçar uma pressão, teve maior posse de bola, mas chegou a ameaçar o gol de Fábio. 

O gol da tranquilidade veio nos acréscimos. Aos 49 minutos, Rafinha cruzou pela direita, Fred fez o pivô, e o volante Jadson bateu com categoria, no canto esquerdo do goleiro, e sacaramentou a vitória da equipe celeste. 

 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *