Esportes, Futebol

Mano Menezes faz mistério, não revela time para o clássico e aguarda Fred

Portal Hoje em Dia

O clássico entre América e Cruzeiro no fim de semana é o famoso “jogo de seis pontos”, já que Coelho e Raposa, primeiro e segundo colocados, respectivamente, ocupam o posto mais alto da tabela de classificação do Campeonato Mineiro. [pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

E para o encontro entre os clubes na sétima rodada, o técnico Mano Menezes faz mistério no que diz respeito ao 11 inicial celeste. Uma das decisões importantes que o treinador terá que tomar é em relação ao atacante Fred, ausente dos últimos trabalhos na Toca II por causa de um desconforto muscular na coxa direita, reclamado no segundo tempo da partida contra o Tupynambás, no último fim de semana.

A decisão sobre a montagem do time que enfrentará o América ficará sob sigilo, segundo o próprio Mano Menezes, que afirmou usar os dois trabalhos antes do clássico (nesta sexta e no próximo sábado) para definir à formação ideal. 

“Vamos fazer os últimos treinos e tomar a decisão. Estamos avaliando as decisões, as condições que temos e amanhã vamos tomar a decisão (…) vamos aguardar a formação (para o dia da partida), como sempre fazemos. Talvez seja um pouco cedo para eu dar a posição, porque temos dois treinamentos e esses dois treinamentos que vão mostrar a formação que vamos utilizar”, disse.

Mano Menezes, que nesta temporada ganhou mais opções na meia ofensiva, mesmo perdendo o uruguaio Arrascaeta, terá que sacar da equipe uma das três peças: Rodriguinho, Rafinha ou Marquinhos Gabriel. É que o próprio treinador já adiantou que Robinho, ausente na vitória por 3 a 0 sobre o Tupynambás, voltará ao time no clássico com o Coelho.

Cruzeiro e América têm, cada, 14 pontos no Estadual em seis rodadas disputadas. O time alviverde é o primeiro colocado por causa dos critérios de desempate, uma vez que tem maior saldo de gols: 11 contra 9. 

“São as duas equipes que hoje estão liderando o Campeonato Mineiro, sempre somos perguntados sobre favoritismo e sempre digo que não adianta absolutamente nada você se sentir favorito no clássico. O jogo é que vai dizer o que vai acontecer. Todos eles têm suas histórias e a tradição faz com que dê a eles a conotação de clássico. Por isso que são especiais. Temos feitos jogos parelhos com o América desde que estou aqui. Por isso que respeitamos todos e eles, ainda mais, pela campanha que estão fazendo esse ano”, comentou. 

Como o outro rival da dupla Coelho e Raposa, o Atlético, joga no sábado, tanto o Cruzeiro quanto o América entram em campo no domingo sabendo o que precisam para garantir o primeiro lugar. 

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend