Esportes, Futebol

Focado em duas competições, Levir promove ‘disputa saudável’ por posições no Atlético

Portal Hoje em Dia

A classificação do Atlético à terceira fase da Copa Libertadores fará o técnico Levir Culpi escalar uma equipe reserva contra o Tupi, neste sábado (16/02), às 19h, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro, no Independência. Uma grande chance para os suplentes mostrarem serviço e, quem sabe, postularem uma vaga no “1º time” do Galo.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

“O sonho de todos os jogadores é estar jogando, é estar no primeiro time, no time considerado titular. É o que sempre falo com alguns jogadores que estão jogando menos: cinco minutos para a gente valem muito quando a gente entra no jogo. Às vezes, um jogador que sai do banco é tão importante quanto o que está jogando de titular, porque pode entrar e mudar a partida. A gente tem que colocar dúvida na cabeça do Levir, para que ele possa decidir a equipe”, disse um desses atletas que busca à titularidade, o atacante Maicon Bolt, contratado neste ano.

E quem também chegou no começo deste ano e já caiu nas graças do torcedor é o lateral-direito Guga, contratado junto ao Avaí. Como Patric tem “pouco cartaz” com a massa alvinegra, os atleticanos constantemente pelas redes sociais pedem o novato como titular.

E o próprio técnico Levir Culpi admite mudar o time para mais uma decisão, desta vez com o Defensor, do Uruguai, que o Atlético enfrentará mais uma vez no estádio Luis Franzini, em Montevidéu.

“Os jogadores estão aproveitando bem as oportunidades. Para um jogador sair daqui para o time da Libertadores é muito fácil. É muito fácil como foi o Jemerson da outra vez. Saiu do Júnior direto para o jogo na Argentina. Agora, está jogando na Europa. As oportunidades aparecem assim. Alguns jogadores têm uma estrela, aparecem no momento certo. Tem uma coincidência muito grande. Chama um no momento certo, ganha uma partida e o cara joga muito bem. São várias situações assim em que os jogadores têm que estar atentos, ligados, fazendo o melhor”, analisou Levir Culpi.

Com oito jogos na temporada, seis pelo Campeonato Mineiro e dois pela Copa Libertadores, as mudanças na equipe podem acontecer daqui em diante, já que, se assegurar vaga na fase de grupos do torneio continental, o Galo recheará ainda mais o seu calendário.

“Às vezes a oportunidade surge quando menos se espera. Eles (os jogadores) estão sabendo disso. Por isso estamos conseguindo controlar bem um elenco com várias modificações assim”, comentou o treinador alvinegro.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend