Esportes, Futebol

CRUZEIRO – STJD pune Sassá com seis jogos; Mayke e Diogo Barbosa pegam dois

* Do Lance
Sassá e Mayke, além de Diogo Barbosa, se envolveram em uma confusão no jogo das semifinais da Copa do Brasil – Foto: Lance

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou nesta quinta-feira Sassá, Mayke e Diogo Barbosa pela confusão envolvendo jogadores de Cruzeiro e Palmeiras após o empate por 1 a 1 entre os clubes, na semifinal da Copa do Brasil, no último dia 26, no Mineirão. E as suspensões foram de seis jogos para Sassá, que acertou um soco em Mayke, e dois para o lateral-direito do Palmeiras e também para o lateral-esquerdo, acusado de dar um tapa em Lucas Romero. As penas serão cumpridas também no Campeonato Brasileiro.

Os três jogadores foram denunciados no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por prática de agressão física durante a partida, com todos correndo risco de suspensão de quatro a 12 jogos. Por isso, a punição de todos acabou sendo bem abaixo da pena máxima prevista. O advogado do Cruzeiro já avisou que vai recorrer. 

Mas a decisão traz desfalques para o Palmeiras no Brasileiro. Mayke não poderá enfrentar o Grêmio, no domingo, e o Ceará, no dia 21, ambos no Pacaembu, o que obrigará o técnico Luiz Felipe Scolari a improvisar o volante Jean na lateral direita, já que Marcos Rocha está machucado.

Diogo Barbosa, que trata entorse no tornozelo direito, precisará ser substituído pelo zagueiro argentino Nico Freire contra o Grêmio, pois Victor Luis está suspenso por acúmulo de amarelos e Luan Cândido, lateral-esquerdo de 17 anos, está com a Seleção sub-20. Victor deve retornar à posição somente diante do Ceará, no dia 21.

O Palmeiras pode entrar com efeito suspensivo para liberá-los, mas precisa fazer isto até as 19h desta quinta, caso queira tentar usar os jogadores no jogo de domingo, pois sexta é feriado e a secretaria do STJD não recebe pedidos. 

O clube ainda analisa o que vai fazer, já que Diogo Barbosa até quarta estava em transição e, portanto, não é garantido que possa jogar domingo. Além disso, após o efeito suspensivo, a pena pode vir mais na reta final do Brasileiro. Por estes motivos, Jean e Nico Freire são os favoritos para jogar nas laterais no duelo da 29ª rodada do Brasileirão.

Como foi expulso, Sassá já cumpriu suspensão automática no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, na última quarta-feira, fica fora também da volta diante do Corinthians, em Itaquera, na semana que vem, e desfalca ainda a equipe de Mano Menezes diante de Vasco, Chapecoense, Ceará e Paraná, todos pelo Campeonato Brasileiro. Voltará a ficar à disposição contra o América-MG, no dia 4, pelo Brasileiro. O atacante não esteve no julgamento para se defender.

Já Mayke e Diogo Barbosa acompanharam o julgamento e fizeram depoimentos. O lateral-esquerdo disse que não deu um tapa em Lucas Romero, como consta na súmula, mas quis empurrá-lo para tirá-lo da confusão porque, segundo Diogo, o argentino já estava xingando muito e “falando gracinhas desde o primeiro jogo”.

Mayke argumentou que entrou na confusão para cobrar respeito de Romero, que, de acordo com o lateral-direito, estava chamando todos de “maricón”. Em relação à confusão com Léo, o camisa 12 do Verdão afirmou que não tentou socar o zagueiro, mas se desvencilhar porque o jogador do Cruzeiro o estava segurando com força, até deixando hematomas em seu braço. Mayke afirmou ainda que mandou mensagens pedindo desculpas aos ex-colegas do time mineiro, mas não a Sassá, pois julga que é o atacante que lhe deve desculpas.

Multa ao Palmeiras 
O Verdão foi punido por unanimidade com uma multa de R$ 50 mil devido à confusão envolvendo torcedores do clube no Mineirão, acusados de tentar invadir a área da imprensa depois daquela partida disputada em 26 de setembro, pelas semifinais da Copa do Brasil. 

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend