VIOLÊNCIA – Polícia prende suspeitos de incendiar homem e caminhonete; cunhado seria o mentor

Veículo ficou completamente queimado durante a ação criminosa
(foto: Reprodução/Polícia Militar)

A Polícia Civil confirmou, nesta quinta-feira (20), que o cafeicultor Geraldo Avelino Gonçalves, de 59 anos, morreu incendiado por meio de conduta criminosa. Dois dos três suspeitos do crime – João Paulo dos Santos, de 34, e Jeferson Umbuzeiro, de 39 – foram detidos pelo órgão de segurança. O corpo de Geraldo foi encontrado carbonizado na manhã dessa quarta dentro de uma caminhonete, também destruída pelo fogo, em Poço Fundo, na Região Sul do estado.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

Apesar de deter duas pessoas, outro homem ainda é procurado pela polícia. Sandoval Máximo Dias, 28, cunhado da vítima, seria o mentor e o outro envolvido no crime, de acordo com o depoimento dos dois detidos.

João Paulo e Jeferson contaram que o planejamento inicial era render a vítima e roubar seus pertences. Mas, no decorrer da ação, o Sandoval mudou de ideia e colocou fogo no namorado de sua própria irmã.

O corpo de Geraldo e o veículo destruído estavam em uma estrada rural, localizada na propriedade do cafeicultor. Os dois suspeitos presos foram encaminhados para o presídio de Machado e vão responder por latrocínio.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.