LAZER – 4ª Arte e ONG Engenheiros Sem Fronteiras promovem “To na Praça” neste sábado

Acontece no sábado (01) em Itabira o Festival “4ª Arte Especial – Celebrando a Diversidade”. O evento que será gratuito, acontecerá no bairro Campestre e contará com diversas oficinas, atrações musicais, feira de artesanato e alimentação. Sua intensa programação acontecerá das 14hs às 21hs e é o resultado de uma parceria do Coletivo 4ª Arte e da ONG Engenheiros Sem Fronteiras – Núcleo Itabira, ambos os grupos oriundos na Unifei. No ano de 2016 foi realizada a primeira edição do 4ª Arte Especial na Praça do Areão: foi um evento incrível que contou com shows, oficinas, atividades sociais e muita arte para todo o povo. Neste ano, os dois projetos se unem novamente para trazer mais um evento para a população itabirana, desta vez, com um terceiro parceiro: o projeto “Tô Na Praça” que mensalmente traz a esta mesma praça muito artesanato, música e cor.

[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”left”]Esta caravana está subindo o Pico do Amor e vai estacionar lá na praça da Paróquia Nossa Senhora, celebrando a diversidade no centro do Campestre e trazendo para todas e todos, muitas atrações culturais. Celebrando a diversidade , o tema escolhido para o evento “Celebrando a Diversidade” é um convite à população itabirana para se integrar à comunidade universitária com muita alegria e sobretudo com muito respeito. Cada um de nós possui um corpo, uma alma e uma cabeça diferentes dos outros e isto deve ser celebrado todos os dias! Ainda assim podemos comungar de ideias muito parecidas, como estas que nos motivaram a construir um evento para celebrar toda nossa diversidade:

– um mundo onde as mulheres e os homens tenham direitos e deveres iguais, seja em casa, no trabalho ou na rua;
– a população negra e indígena tenham acesso a todas oportunidades que a população branca possui;
– que as formas de amar e de constituir famílias mais diversas convivam em harmonia; 
– que nossa fé possa ser cultuada em homenagem aos nossos ancestrais e raízes;
– que sejamos todas e todos socialmente iguais e humanamente diferentes!

Programação

Dentre as atrações, destacam-se as oficinas de slackline, yoga, bioconstrução, amigurumi (crochê) para adultos e, para o público infantil, ainda haverá oficina de cofrinhos, 2 porta-retratos, máscaras e uma gincana (organizada pela Atlética da Unifei). As apresentações musicais do evento ficarão por conta da bateria Calangodum, Marcos Macarra e as bandas Rivotrio, além da discotecagem com a Casa de Jah e Camila Borges entre as atrações para a música nunca parar! Haverá também a exibição de mini-documentários e, para fechar com chave de ouro, o evento contará com uma batalha de poesias (Slam) e o show do rapper João Paiva.

O Slam

O Slam é uma batalha de poesia e foi criado nos EUA na década de 80, chegando ao Brasil em 2008. Por mais que existam diversos formatos de slam, a maioria das competições seguem a mesmas diretrizes e temas como desigualdade social, racismo, violência policial, homofobia, machismo, intolerância religiosa, dentre outros.

A batalha de poesia autoral possuirá algumas regras: os poetas terão três minutos no máximo, para performar seu texto, podendo perder pontos caso ultrapassem o limite. Devem usar apenas seu corpo e sua voz, sem figurino ou objetos cênicos, e o intuito é manter o foco nas palavras e performance. Cada poema pode ser usado uma única vez durante as eliminatórias e uma vez na final. Qualquer pessoa pode competir, desde que apresente textos autorais.

As avaliações das poesias serão feitas pelo público presente através de aplausos ao final do encontro ou por um júri popular composto por até cinco pessoas, selecionadas aleatoriamente da plateia. Ao final das eliminatórias, os melhores desempenhos serão premiados de acordo com a avaliação do público/júri presente, “passando um chapéu”.

Sobre os projetos

I. 4a Arte

O coletivo 4ª Arte é um projeto criado na UNIFEI formado por funcionários, alunos e por membros externos e que leva arte e a crítica social aos espaços dentro e fora da universidade. Por meio das artes em suas diferentes formas de expressão, o projeto busca provocar o pensamento crítico e apoia a luta contra qualquer tipo de intolerância e preconceito.

II. Engenheiros Sem Fronteira – Núcleo Itabira 3

A ONG Engenheiros Sem Fronteiras, é reconhecida mundialmente por realizar projetos de engenharia sem fins lucrativos, para o desenvolvimento local e regional, a fim de promover melhorias na qualidade de vida das comunidades menos favorecidas.

III. Tô Na Praça

O Tô Na Praça #EconomiaSolidária é um grupo de artesãos que se reúne na Praça do Campestre um sábado por mês para expor seus trabalhos (a maioria não encontrados nos mercados tradicionais da cidade). Além do artesanato, o grupo organiza a feira repleta de atrações musicais, alimentação, entretenimento, com a constante preocupação em interagir com todos os públicos. O projeto não tem nenhum vínculo com a prefeitura, contando sempre com apoio de outros coletivos/amigos da cidade, como os coletivos 4a Arte, Altamente, Viravoltear e Casa de Jah Soundsystem.

Contatos
Pedro Caneca: +55 31 99488-2627
João Lucas: +55 31 98625-0902

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.