Baleeiro de 173 anos, Charles W. Morgan, volta a navegar agora para salvar baleias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 219 Visualizações

Estadão

Construído em 1841 o Baleeiro de 173 anos, Charles W. Morgan, que se aposentou em 1921, voltou a navegar após uma restauração de cinco anos. O baleeiro desliza pelas águas de Cape Cod, nos Estados Unidos. Agora o majestoso veleiro será utilizado como uma valiosa ferramenta do museu Mystic Seaport em Connecticut, para educar o público sobre como preservar e proteger as baleias.

Conheça o baleeiro
O Charles W. Morgan foi usado para caçar baleias em todo o mundo durante oito décadas. Dessa vez, o veleiro voltou às águas trazendo uma exposição pública sobre a história da caça a baleias na América.

Em meados de 1800, os produtos baleeiros estavam presentes em quase todos os lares americanos. O óleo de baleia era a principal fonte de iluminação em lâmpadas e velas, e também foi lubrificante universal para relógios de fábricas.

80 anos de serviços
Durante 80 anos de serviço, o majestoso Morgan navegou ao longo do Atlântico, Pacífico, Índico e Ártico, e teve cerca de 1.500 velejadores como tripulantes, de pelo menos 50 países diferentes.

Em 1921, com a população de baleias em declínio, o petróleo substituindo o óleo de baleia, e com muitos baleeiros mais eficientes e modernos, o Morgan foi aposentado.

Veja abaixo o vídeo que mostra a reforma de Charles W. Morgan e seu retorno às águas.

Baleeiro é tão famoso que se tornou miniatura para montar
Charles W. Morgan, conheça suas caraterísticas: construído em 1841 permanecendo ativo até 1921, hoje transformado em navio museu a partir de 1940 no Mistic Seaport em Connecticut, único sobrevivente navio baleeiro de madeira do século 19. Seu proprietário Charles Waln Morgan o construiu em New Bedeford, Massachusetts em 1841. Para adquirir o kit de montagem clique aqui.

Assista o vídeo:

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *