Operação tartaruga do Sintsepmi tem adesão de setores da Prefeitura, escolas e 29 PSF’s

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 122 Visualizações

Ao todo, 18 setores da Prefeitura de Itabira, mais 29 unidades do Programa Saúde da Família (PSF’s), aderiram a operação tartaruga organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos Municipais de Itabira (Sintsepmi). Os dados foram divulgados pelo presidente do sindicato Auro Gonzaga, que considerou o movimento como uma greve.

“Qualquer movimento paredista é considerado greve, o povo gosta de falar operação tartaruga, mas quando a gente manda o aviso de greve para a Prefeitura, nós mandamos como greve”, disse o sindicalista.

A operação foi uma medida aprovada em assembleia realizada no último dia 12 em frente à Câmara Municipal, na tentativa de pressionar a Prefeitura a retornar as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e defina um percentual de reajuste salarial à categoria, o que não acontece há três anos.

Entre os setores que aderiram ao movimento estão escolas, os Centros de Apoio Psicossociais (Caps), PSF’s, dentre outros.

Uma lista foi divulgada nas redes sociais e no aplicativo Whatsapp, com o nome dos setores que decidiram apoiar o Sintsepmi.

Confira:

🔹Caps

🔹Caps AD

🔹Centro Viva Vida

🔹Pontos de apoio dengue, Machado, centro e gabiroba.

🔹Parte da tributação PMI

🔹Parte do Urbanismo PMI

🔹Seção de Protocolo PMI

🔹Transita

🔹Cras Gabiroba

🔹29 psf’s

🔹Escola Virgílio Gazire

🔹Escola Coronel José Batista

🔹Emag

🔹Sapé

🔹Escola Matilde Menezes

🔹 Escola Efigênia Alves

🔹Escola Didi Andrade

🔹Escola Filomena Jardim

🔹Escola Maria Torres Horta

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *