Cruzeiro – Zagueiro Dedé entra na mira de clube francês para a próxima temporada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 102 Visualizações

Depois de lesões, Dedé retornou aos gramados em 2018 e já recuperou titularidade no Cruzeiro

O respeitado jornal Le Parisien, da França, noticiou neste domingo o interesse do Lyon na contratação do zagueiro Dedé, de 29 anos, do Cruzeiro. O diário publicou entrevista com o presidente Jean-Michel Aulas, que revelou o objetivo de reforçar a equipe com pelo menos um defensor central para a próxima temporada do futebol europeu. “Um está na Copa do Mundo e outro não está”, confidenciou o mandatário na entrevista.

“Procuramos um defensor mais velho. Tivemos uma oportunidade, mas é necessário que o salário do jogador na França não seja incoerente com os outros jogadores do mesmo status”, complementou Michel Aulas, que acompanha a Copa do Mundo da Rússia em Moscou. 

O empresário de Dedé, Ubiraci Cardoso, disse que recebeu sondagem de uma pessoa ligada ao Lyon, mas nada avançou até o momento. “Não tem proposta, teve uma sondagem. Mas perguntaram por perguntar, não avançou nada. Até porque o objetivo do Dedé é seguir no Cruzeiro”, garantiu o agente. O zagueiro tem contrato com o clube mineiro até dezembro de 2019.

 
De acordo com Le Parisien, Dedé já foi ‘seguido’ pelo Lyon no passado e seu perfil lembra o de Cris, ex-zagueiro do Cruzeiro e que teve passagem destacada na França entre 2004 e 2012. Com a camisa da equipe europeia, ele marcou 25 gols em 311 jogos disputados. Levantou quatro troféus do Campeonato Francês (2004-05, 2005-06, 2006-07 e 2007-08), duas Supercopas da França (2005 e 2012) e duas Copas da França (2008 e 2012). 
 

Vale lembrar que o atual diretor de futebol do Cruzeiro, Marcelo Djian, foi representante do Lyon no Brasil por longo período. Ele atuou como jogador na equipe francesa entre 1993 e 1997 e passou a ser observador do clube quando se aposentou dos gramados, em 2003. Djian foi responsável por sugerir aos europeus as contratações do próprio Cris (2004), de Juninho Pernambucano (2001), do atacante Fred (2005), entre outros. 

Procurado neste sábado para comentar a possibilidade da transferência de Dedé, o dirigente não atendeu aos telefonemas.

Histórico
Dedé voltou a viver grande fase em 2018, mas passou por uma série de lesões nas últimas temporadas. Edema ósseo no joelho direito sofrido em 5 de novembro de 2014 – empate por 3 a 3 com o Santos, na Vila Belmiro, pela semifinal da Copa do Brasil – deu início aos sucessivos problemas.
 
O zagueiro passou todo o ano de 2015 ausente dos gramados. Em 2016, ele voltou no início da temporada, mas fez apenas seis partidas. Uma fratura na patela do joelho direito diagnosticada em março obrigou o camisa 26 a passar mais um longo período no departamento médico.
 
Depois de ficar fora do futebol por um ano e 22 dias em função da lesão, Dedé voltou a jogar em 21 de março de 2017. O zagueiro disputou sete partidas até sofrer um edema ósseo no joelho esquerdo, em junho, por forçar a perna que até então não tinha qualquer problema. À época, o clube estabeleceu prazo de quatro a seis semanas para o retorno do jogador.
 
O defensor, porém, só voltou às atividades na pré-temporada deste ano. Seu primeiro jogo foi em 24 de fevereiro, na vitória por 3 a 0 sobre o Boa Esporte, pelo Campeonato Brasileiro. Ele readquiriu forma física e confiança para voltar ao time titular de Mano Menezes. Dedé disputou 22 jogos em 2018, marcou dois gols e deu uma assistência. O zagueiro foi lembrado por Tite na lista de suplentes da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo da Rússia. 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *