Brasil, Saúde

Com menos de 50% das crianças vacinadas contra a gripe, proteção é ampliada a outras pessoas

O baixo índice de imunização contra a gripe no país preocupa as autoridades. Ontem, o Ministério da Saúde anunciou que, após o fim da ação, os municípios poderão ampliar a imunização para crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos, desde que haja imunização disponível.

Uma das hipóteses para os baixos índices de crianças e grávidas imunizadas é que muitas delas devem ter procurado a rede privada para se vacinar, diz Lúcia. Porém, há de considerar que muitos pais temem vacinar os filhos.

Já entre os trabalhadores da área da saúde, 98,9% foram vacinados. Os idosos também atenderam ao chamado e quase 89% receberam a proteção. No balanço que inclui todos os grupos prioritários, a quantidade de imunizados em Minas chega a 83%.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, a partir de 18 de junho cada município deverá buscar estratégias para continuar vacinando os grupos, em especial crianças, gestantes, idosos e pessoas com alguma doença crônica.

Sobre a ampliação da faixa etária anunciada pelo Ministério da Saúde, a SES informou que não haverá envio de novas remessas, uma vez que todo o estoque do Estado já foi repassado aos municípios.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend