Itabira, Política

03 de Julho – Vereadores querem discutir o futuro de Itabira pós-mineração

Debate proposto pelo vereador André Viana Madeira (Pode) será no dia 3 de julho, às 19 horas

Assunto muito debatido na reunião da Câmara Municipal nesta terça-feira (12), a notícia da exaustão das minas de Itabira será tema de uma audiência pública no mês que vem. O debate foi proposto pelo vereador André Viana Madeira (Podemos) e acontecerá no dia 3 de julho, às 19 horas, no Plenário do Legislativo. O parlamentar, que trabalha na área da mineração, usou a tribuna para falar sobre o anúncio feito pela Vale nos Estados Unidos e se mostrou preocupado com os impactos econômicos e sociais no município.

Vereador André Viana Madeira (Podemos)

“Não podemos deixar para discutir isso em 2028”, disse André Viana, ao ressaltar a audiência pública. “Estamos atrasados para o trem do futuro. Sabemos o que vamos sofrer”, afirmou. Outros parlamentares, como Rodrigo Alexandre de Assis Silva, Diguerê (PRTB), destacaram a importância de se firmar parcerias audaciosas com a empresa em busca da consolidação econômica de Itabira enquanto ainda há tempo.

O presidente da Câmara, Neidson Dias Freitas (PP), pediu “calma” aos colegas e afirmou que a cidade não vai acabar. “Não podemos transformar uma informação em caos. Não podemos, sem dados concretos, levar o pânico à comunidade”, ponderou.

Tribuna

Usou a tribuna também o vereador Agnaldo Vieira Gomes, Enfermeiro (PRTB), para reivindicar melhorias para os servidores municipais – sobretudo da Saúde, área da qual faz parte. Agnaldo disse que Itabira precisa de um plano de carreira para os servidores da Atenção Básica. “Não se trata de aumento salarial apenas”, afirmou.

Vereador Agnaldo Vieira Gomes, Enfermeiro (PRTB)

Projetos

Na pauta de votações, os vereadores aprovaram em turno único o Projeto de Resolução 06/2018, que altera o Regimento Interno da Câmara e adiciona à Comissão de Indústria, Comércio e Turismo o termo “Desenvolvimento Agrário”. O vereador Solimar José da Silva (SD), autor da proposta, afirma que a agricultura familiar tem relevante importância na produção de alimentos, sendo responsável por 84,4% dos estabelecimentos agropecuários do país.

Não ao fumo e à violência

O vereador Ronaldo Meireles de Sena, Capoeira (PV), teve dois projetos aprovados em primeira discussão. O Projeto de Lei 47/2018, que institui em Itabira a Semana Municipal de Combate ao Tabagismo; e o Projeto de Lei 48/2018, que cria o Dia Municipal de Combate à Violência Contra Professores e Educadores.

A respeito do fumo, Ronaldo afirma que o vício é responsável por seis milhões de mortes em todo o mundo. “No Brasil, estima-se que o tabagismo mate 200 mil por ano”, afirmou. Em relação à violência escolar, o parlamentar citou inúmeras manchetes que denunciam o aumento de ocorrências de casos de agressões contra professores. “Muitos desses atos são praticados por jovens e adolescentes que deveriam estar na escola preocupados com o futuro”, ressaltou.

Honraria

Os vereadores aprovaram ainda um Projeto de Resolução, de autoria do vereador Solimar José da Silva (SD), que concede a Medalha Carlos Drummond de Andrade ao Grupo Resenha. A honraria faz parte da série de homenagens que a Câmara presta anualmente a pessoas que trabalham em favor da comunidade.

 

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend