Lucas Silva: Real Madrid faz exigências sobre salário e número de jogos para volante ficar em BH

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O Cruzeiro aguarda a resposta final do Real Madrid-ESP sobre a permanência ou não do volante Lucas Silva na Toca II. E a diretoria da Raposa sabe que para ficar com o jogador, que se tornou peça essencial no time de Mano Menezes, terá que cumprir algumas exigências. Duas delas são dividir maior parcela do salário com os espanhóis e garantir sequência de jogos para o atleta até o fim da temporada.

O Real Madrid-ESP deseja que o Cruzeiro banque algo aproximado de 30% do salário do jogador, e que cumpra um cronograma de partidas para Lucas Silva neste ano.

Cláusulas do atual contrato entre brasileiros e espanhóis dão conta de que o clube celeste pague atualmente algo em torno de 10% do salário do volante, sendo o maior montante de responsabilidade do Real Madrid. E como Lucas Silva demorou a emplacar uma sequência de jogos entre os titulares de Mano Menezes, os dirigentes do clube espanhol querem também garantias de que Lucas Silva não voltará ao ostracismo de 2017, quando praticamente não teve chances.

Antes da partida contra o Vasco o presidente Wagner Pires de Sá afirmou que o Real Madrid-ESP daria a resposta sobre o pedido do Cruzeiro em junho.

“O Lucas Silva nós estamos conversando, já fomos lá na Europa conversar com a direção do Real Madrid. Eles estão aguardando qualquer coisa e dariam uma resposta no início de junho. Acredito que a gente tem uma resposta. Vamos torcer para que seja positiva, porque ele está jogando muito bem e as chances de ele aparecer no Cruzeiro são enormes”, ressaltou.

Lucas Silva também falou sobre a negociação entre Raposa e o time de Madrid. “Ainda não temos novidade. Mas quando tiver alguma coisa, pode ter certeza que eu ou a diretoria do Cruzeiro falará”, disse.

Recentemente, Lucas Silva foi apontado como possível reforço do Celta de Vigo, também da Espanha.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.