Caminhoneiros se revezam, recebem doações e mantêm paralisação em frente à Regap, em Betim

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 113 Visualizações

O trecho da rodovia Fernão Dias em frente à Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim, é um dos pontos na Região Metropolitana de Belo Horizonte em que não houve a interrupção do movimento dos caminhoneiros nesta segunda-feira. No local, a categoria rejeitou a última proposta do governo federal, que reduz o diesel em R$ 0,46, e espera uma nova rodada de negociação.

Um dos integrantes do ato, Wellington criticou a oferta vinda de Brasília. “Ele [o presidente Michel Temer] quer por os caminhões para rodar e limpar o nome dele. Isso é uma esmola que ele está dando para a categoria”, disse.

Para manter a paralisação, os motoristas têm se revezado em turnos e recebido doações de moradores. “Temos comida estocada para mais uma semana e todo dia está chegando mais doação. A preocupação aqui agora é de não sair mais”, diz o caminhoneiro Junior.

Na Regap, a saída de caminhões-tanque para demandas essenciais continua com escolta. O movimento de veículos carregados com combustível foi grande no fim da manhã, com destino a aeroportos e para abastecimento de viaturas.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *