MPMG e PMMG deflagram operação para monitorar abusos na prática de preços de produtos essenciais no estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 71 Visualizações

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio de fiscais do Procon-MG, e a Polícia Militar de Minas Gerais estão realizando, na tarde desta quinta-feira, 24 de maio, operação contra eventuais abusos cometidos por comerciantes de produtos essenciais no estado, diante da paralisação de caminhoneiros. 

Conforme o Procon-MG, estabelecimentos que se aproveitem da situação para aumentar sua margem de lucro podem sofrer sanções administrativas, como multa e interdição. Além disso, os proprietários podem ser presos em flagrante e responder por crime contra a economia popular.

O Procon-MG informa ainda que a população pode denunciar eventuais abusos (clique aqui) e contribuir com o órgão no trabalho de fiscalização.

Segundo o procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet, todos os promotores de Justiça que atuam na Defesa do Consumidor em Minas foram orientados a adotar medidas para combater abusos nos municípios do estado.

 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *