DESABASTECIMENTO – Redução de transportes afeta também escolas de Itabira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 97 Visualizações

Escolas como a EEMZA, em Itabira, ficaram sem aulas e retornam as atividades nesta semana.

A diretoria da Escola Estadual Mestre Zeca Amâncio (EEMZA), a maior escola da rede de ensino do Estado em Itabira, informou ao VIA COMERCIAL  nesta quinta-feira (24), que está orientando pais e estudantes que moram nos bairros mais distantes da escola, localizada no Centro da cidade, a ficarem em casa. 

A medida, explica a diretoria, foi adotada à partir da redução dos principais serviços de transportes da cidade, à partir desta quinta-feira (24). Por causa da falta de combustíveis, provocada pela greve dos caminhoneiros em todo o país, o transporte coletivo e o transporte escolar, adotaram medidas que reduzem seus itinerários (Clique para saber mais). 

A diretoria explica que a orientação visa proteger os estudantes e evitar maiores transtornos. “O ideal é que enquanto essa situação de greve dos caminhoneiros continuar afetando o abastecimento dos veículos e o transporte público, nossos estudantes que moram em bairros distantes fiquem em casa. A não ser que os pais tenham transporte próprio para trazê-los e levá-los de volta para as suas casas”, destacou a diretoria. 

Não há até o momento informações de que outras escolas do município tenham adotado medidas semelhantes.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *