Sem Aécio e outros tucanos, PSC anuncia apoio a Anastasia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 101 Visualizações

União. Antonio Anastasia e Pastor Everaldo, no anúncio do apoio do PSC à candidatura do tucano
 
Portal OTempo

O Partido Social Cristão (PSC) anunciou oficialmente nesta sexta-feira (11) apoio à pré-candidatura do senador Antonio Anastasia (PSDB) ao governo de Minas Gerais nas eleições deste ano. Chamou atenção no evento, realizado em hotel da região Centro-Sul de Belo Horizonte, a ausência de tucanos e o tom dos discursos no ato, que foram parecidos com o de cultos religiosos. Em coletiva de imprensa, ele se esquivou ao responder se o senador Aécio Neves (PSDB) vai dividir o palanque com ele durante a campanha. 

Padrinho político de Anastasia, Aécio não tem aparecido em eventos do PSDB, e sua presença tem sido dispensada por quadros de outras legendas. Questionado se o tucano vai acompanhá-lo durante as viagens pelo Estado, o pré-candidato elogiou Aécio. “É sempre bom lembrar que o senador tem uma trajetória política no Estado e uma folha de serviços administrativos prestados a Minas Gerais em seus governos”, declarou. 

Anastasia completou que seu colega de Senado agora está concentrado em questões relativas a sua defesa, uma vez que é réu em ações da operação Lava Jato. “Ele terá tempo adequado e caberá a ele decidir se será ou não candidato nas eleições. E, no momento que ele julgar oportuno, vai tomar essa decisão, e vamos sempre respeitar”, afirmou. Indagado se é desejo dele dividir espaço com o senador, o pré-candidato afirmou somente que “isso dependerá das candidaturas”. 

Evento. Nenhum deputado tucano ou nome do PSDB apareceu no encontro partidário, mas o senador minimizou o fato e disse apenas que o ato era do PSC. O presidente nacional da legenda, pastor Everaldo, que já foi candidato ao Palácio do Planalto em 2014, participou do encontro. Durante o discurso, ele citou versículos bíblicos, elogiou a trajetória de Anastasia e também ressaltou que a sigla defende “a vida desde sua concepção”, a “família tradicional” e o “Estado mínimo necessário”.

O PSC foi o segundo partido a declarar abertamente que vai caminhar com o tucano. O primeiro foi o PSD. Anastasia agradeceu o apoio e afirmou que está com tratativas abertas com diversas siglas, mas não quis citar quais. “Não digo que as conversas estão em sigilo porque não existe isso em política, mas a gente sempre respeita a posição de outros partidos. Ainda mais que sou muito cauteloso. Mas acredito que a nossa coligação será forte”, acredita.

O deputado estadual e presidente do PSC em Minas, Noraldino Júnior, explicou que, na chapa proporcional – de deputados federais e estaduais –, a sigla deve seguir sozinha. “Mas vamos caminhar com Anastasia (na chapa majoritária) porque acreditamos no governador e não podemos deixar que o Estado continue do jeito que está. Acreditamos que ele é a melhor opção”, disse.

No discurso para filiados do PSC, o tucano alfinetou a gestão feita pelo governador Fernando Pimentel (PT). Segundo ele, é com grande tristeza que os mineiros vislumbram hoje a situação do Estado. “Minas não atravessa um momento feliz, e eu digo isso com o coração partido. Independentemente de partidos, nós, mineiros, queremos ver sempre nosso Estado em ambiente de crescimento, desenvolvimento, e o mais importante é o orgulho de sermos mineiros. Por isso o quadro é triste”, afirmou.

Lançamento

Ato. O PSDB vai lançar oficialmente, em 14 de maio, a pré-candidatura de Antonio Anastasia. O evento vai ser sediado em um hotel em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. 

“O momento é de conversas”, diz senador sobre Pacheco

O pré-candidato ao comando do Estado pelo PSDB, o senador Antonio Anastasia, comentou na sexta-feira sobre uma possível aliança com o deputado federal Rodrigo Pacheco (DEM), que também lançou o nome dele para a corrida pela cadeira do Palácio da Liberdade em 2018. Uma coligação entre os dois, mesmo em um segundo turno, é esperada porque ele fazem parte do mesmo espectro político.

“Não escondo de ninguém o apreço e a admiração que eu tenho pelo deputado Rodrigo Pacheco, que é uma revelação na política e meu amigo pessoal. Ele tem todo o direito de pleitear sua candidatura pelo Democratas, que é um partido tradicionalmente aliado ao PSDB. Não estamos discutindo isso, e, como estamos todos em fase de pré-candidatura, o momento agora é de conversas, temos que aguardar um pouco o desenrolar dos fatos”, afirmou Antonio Anastasia em coletiva de imprensa.

Por conta da amizade entre os dois e o fato de fazerem parte do mesmo grupo político, foi especulado que Pacheco poderia desistir do pleito. No entanto, ele continua construindo sua pré-candidatura.

O deputado federal, inclusive, ampliou seu arco de conversas. De acordo com interlocutores, Pacheco tem conversado agora com PROS e PDT, que também tem tratativas iniciadas com o pré-candidato do PSB ao governo de Minas Gerais, o ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda. O parlamentar ainda conversa com PP, Avante, PEN e Solidariedade. Essas negociações entre as agremiações também ocorrem a nível nacional.

Ressurreição

Evento. No clima religioso do evento da sigla cristã, Anastasia explicou que, em grego, o nome dele significa ressurreição. Também estavam presentes no ato membros do Movimento Brasil Livre (MBL).

Viagens

Encontros. Segundo Anastasia, ele começa a viajar pelo Estado na próxima semana. O primeiro destino vai ser Poços de Caldas, no Sul de Minas. O tucano vai visitar as cidades entre sexta-feira e segunda-feira – os dias em que vai estar de “folga” do Senado. 

Declaração. “Não vou tirar licença porque não há necessidade. Primeiro porque estamos em uma pré-campanha. E, em agosto, o próprio Senado acaba ajeitando sua agenda em algum esforço concentrado. Vamos aguardar a campanha”, disse ele quando questionado se iria se licenciar do cargo.

Planalto. Ainda segundo Anastasia, o pré-candidato tucano à Presidência da República, Geraldo Alckmin, deve realizar várias visitas ao Estado durante a campanha. 

 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *