CMI – Projeto que cria mais 50 cargos na Secretaria de Saúde será votado na próxima terça

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 99 Visualizações

Os vereadores decidiram liberar para a pauta de votação da próxima terça-feira (15) o Projeto de Lei 31/2018, que altera um dos anexos da Lei 4.061/2007, de autoria do prefeito Ronaldo Lage Magalhães (PTB), que pretende aumentar de 407 para 457 o número de assistentes técnicos administrativos, que compõem a grade de funcionários da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Para garantir a liberação do projeto para a próxima votação, o Governo enviou à Câmara Municipal nesta quinta-feira (10) durante a reunião de Comissões Temáticas, a Assistente de Programas e Projetos, Lauana Matozinhos Silva, que defendeu a aprovação da matéria.

Segundo ela, a criação dos novos cargos tem como objetivo suprir a demanda da SMS para atender as unidades do Programa Saúde da Família (PSF’S) e as farmácias municipais.

“Vamos melhorar a qualidade dos serviços, colocaremos pessoas que participaram de um processo seletivo e foram classificadas, para que possamos melhorar os atendimentos. Estes profissionais vão trabalhar na recepção dos PSF’s e nas farmácias municipais. O processo seletivo é de 2016, ano passado ele foi prorrogado por mais um ano e vence agora dia 28 de junho e se o projeto não for aprovado em tempo hábil teremos que realizar um novo processo seletivo”, alertou ela.

A alteração na lei gera um aumento nos gastos públicos. Segundo documento anexo ao projeto, o salário destes funcionários é de R$ 1.124,34, somado aos gastos com férias e 13º salário, mais vale transporte e encargos sociais, a média de gasto para o segundo semestre de 2018 seria de R$ 481.425,80. Nos 12 meses de 2019, os novos 50 cargos gera um gasto previsto de R$ 962.851,60.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *