EUA impõem sanções a 27 empresas e 28 navios por ajuda à Coreia do Norte

Agência EFE
Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, anuncia sanções contra a Coreia do Norte
Secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, anuncia sanções contra a Coreia do NorteREUTERS/Jonathan Ernst

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos impôs nesta sexta-feira (23) sanções econômicas contra 27 empresas e 28 navios registrados em vários países para “aumentar a pressão e isolar ainda mais” o regime da Coreia do Norte. A informação é da EFE.

“Estamos atacando de maneira agressiva todas as vias ilícitas usadas pela Coreia do Norte para evitar sanções, entre elas medidas decisivas para impedir que navios, companhias de navegação e outras entidades do mundo trabalhem para o regime norte-coreano”, indicou o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, em comunicado.

 

Os países onde estão registradas as embarcações e empresas atingidas são: Coreia do Norte, China, Cingapura, Taiwan, Hong Kong, Ilhas Marshall, Panamá, Tanzânia e Ilhas Comores.

“Isto dificultará significativamente a capacidade do regime de Kim Jong-un de realizar atividades marítimas evasivas, que facilitam o transporte ilegal de carvão e combustível, e erodir suas capacidades para comercializar bens através de águas internacionais”, comentou Mnuchin.

O anúncio do Tesouro acontece pouco depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, qualificar a medida como o “maior conjunto” de sanções aplicadas contra Pyongyang.

Mnuchin acrescentou que “o presidente deixou claro para as companhias de todo o mundo que, caso decidam ajudar a financiar as ambições nucleares da Coreia do Norte, não vão fazer negócios com os EUA”.

Como consequência da deliberação do Tesouro, ficam congelados os ativos que essas entidades e empresas possam ter sob jurisdição americana e as 27 empresas e 28 navios também ficam proibidas de fazer transações financeiras com cidadãos americanos.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.