Mano Menezes e Enderson Moreira contrariam ‘cultura brasileira’ e conduzem trabalhos sólidos por Cruzeiro e América

 145 Visualizações

No futebol brasileiro é assim: basta uma equipe perder três jogos seguidos para os técnicos serem ameaçados de demissão, seja por pressão de dirigentes ou insatisfação de torcedores. Contudo, Mano Menezes e Enderson Moreira, que comandam respectivamente Cruzeiro e América, contrariaram a “cultura” do futebol no país. Eles chegaram aos clubes em julho de 2016 – substituindo os portugueses Paulo Bento e Sérgio Vieira – e são os mais longevos da Série A. O clássico de domingo, às 17h, no Mineirão, pela quinta rodada do Estadual, colocará frente a frente dois trabalhos sólidos e de bons resultados. Os times somam 10 pontos, mas a Raposa leva vantagem no saldo de gols (7 a 4) e por isso lidera o Campeonato Mineiro.
 
 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.