sexta-feira, 15 outubro, 2021

Não mate macacos: ONG faz campanha de conscientização no interior

Leia Também

 99 Visualizações

Os macacos não são inimigos, mas aliados na luta contra o avanço da doença

Os macacos não são inimigos, mas aliados na luta contra o avanço da doença

Com o crescimento de casos de febre amarela na Região Sudeste, várias pessoas passaram a caçar macacos nas áreas florestais e matá-los, acreditando, de forma equivocada, que os primatas são responsáveis pelo avanço da doença. Para evitar que mais animais sejam mortos, a Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda) está fazendo uma grande campanha de conscientização no interior de Minas.

A associação entrou em contato com 30 prefeituras de Minas, incentivando a produção de faixas e publicações nas redes sociais com a informação de que os macacos não transmitem febre amarela. De acordo com a ONG, seis demonstraram interesse na proposta: Betim, Caeté, Nova Lima, Igarapé, Bonfim e Santa Luzia.

A primeira adesão veio de Catas Altas, que imediatamente publicou a arte enviada pela organização em sua página no Facebook. Rio Manso está providenciando a produção de faixas e publicação nas redes sociais.

A campanha é fundamental para mostrar às pessoas que os macacos não são os transmissores da doença e são fundamentais para que o poder público possa ter informações sobre a circulação do vírus da febre amarela – a morte de um macaco pela doença é um importante alerta para a realização de ações preventivas em uma determinada área.

A Amda alerta ainda: matar animais silvestres é crime ambiental (Lei de Crimes Ambientais – nº 9.605), com pena prevista de seis meses a um ano de prisão e multa.

Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *