MAIS UM – Com saque agressivo, Sada fatura o tricampeonato da Copa Brasil

 130 Visualizações

Foto: divulgação/Sada

Reeditando a final de 2014 da Copa Brasil, Sada Cruzeiro e Sesi-SP fizeram um jogo equilibradíssimo na noite deste sábado (27), na Vila Leopoldina, em São Paulo. E não faltou emoção para que o Sada Cruzeiro vencesse o duelo por 3 sets a 2 (25/23, 20/25, 25/17, 29/31 e 15/9), conquistando assim o tricampeonato do segundo torneio mais importante do país.

Foi a segunda vez que o Sada conquistou o título em cima do rival paulista, já que em 2014 bateu o Sesi-SP em Maringá, na Copa Brasil daquele ano. Se naquela decisão, o título veio em função de um ataque imparável do time mineiro, neste ano foi o saque potente e agressivo que agilizou o caneco para o time de Contagem.

Desde o início do jogo, a torcida que lotou a Vila Leopoldina, na capital paulista, pode ver um jogo de grande nível técnico, com dois times que se estudaram bastante. Até por isso, o placar, não só da partida, mas também dos sets foi equilibrado, com exceções pontuais.

Difícil. Nos sets ímpares, vencidos pelo Sada, prevaleceu a confiança de um time acostumado a ser vencedor. Mesmo passando dificuldades em alguns momentos, uma vez que o Sesi-SP tinha o bloqueio bem ajustado, o Cruzeiro minou o jogo paulista variando bem o esquema de saque. Ora flutuado, ora bombas, nos três rapazes da linha de passe paulista: Lipe, Douglas e Murilo.

Foi por isso que, no terceiro set, Rubinho colocou Renato no lugar de Lipe. Era claro que alguma coisa precisava ser feita. E foi, tanto que no quarto set o Sesi-SP se superou o quanto deu para vencer a suada e mais equilibrada parcial.

Contudo, no tie-break, o Cruzeiro não só venceu como passeou com relativa tranquilidade no ginásio. Sem deixar o Sesi-SP ver a cor da bola, os mineiros comemoraram o tricampeonato com show em todos os fundamentos.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.