Temer pede ao STF para arquivar inquérito que apura propina na edição do decreto sobre portos

 93 Visualizações

O defesa do presidente Michel Temer pediu nesta sexta-feira (19) ao Supremo Tribunal Federal para arquivar o inquérito que investiga se ele recebeu propina na edição de um decreto do setor de portos.

Procurado pelo Blog, o advogado Brian Prado, que representa Antonio Claudio Mariz – advogado de Temer –, confirmou que o pedido foi protocolado.

O documento foi encaminhado ao ministro Luis Roberto Barroso, relator do caso no STF.

Foi neste inquérito que Temer enviou, nesta quinta (18), as respostas às 50 perguntas da Polícia Federal sobre o decreto.

Entre outros pontos, a PF indagou a Temer, por exemplo, se havia pedido ou autorizado o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) a receber dinheiro em nome dele.

O presidente, então, disse que “nunca” pediu a Loures que recebesse recursos da campanha ou “de qualquer outra origem”.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.