Diretor do Detran tem que entregar CNH, mas se mantém no cargo

 138 Visualizações

Cesar Augusto Monteiro Alves Júnior acumula 120 pontos na carteira nacional de habilitação (CNH)

O novo diretor do Detran-MG, Cesar Augusto Monteiro Alves Júnior, que acumula 120 pontos na carteira nacional de habilitação (CNH), entregou sua carteira e ficou proibido de dirigir por determinação do Governo de Minas Gerais. No entanto, ele vai continuar na direção do órgão. A decisão saiu nesta segunda-feira (8), após reunião do governo de Minas Gerais com o chefe da Polícia Civil, João Octacílio Silva Neto.

“O Governo de Minas Gerais entende que o diretor do Detran, Cesar Augusto Monteiro, como qualquer outro cidadão, tem que passar pelo processo de punição e reciclagem por ter ultrapassado o limite de pontos na CNH. Em reunião na manhã desta segunda-feira, o Governo determinou ao Chefe da Polícia Civil, delegado João Otacílio, que garanta agilidade nos trâmites do processo, estando o Detran-MG subordinado a ele”, informou o governo por nota.

A carteira foi entregue às 12h20. A informação sobre o prontuário foi divulgada pelo jornal “O Globo”, que teve acesso à carteira de habilitação do diretor do órgão de trânsito mineiro.

Conforme o site do Detran, 21 das 26 infrações foram cometidas a bordo de uma caminhonete Dodge Journey SXT, placa HOE9455, registrada em nome do César. Segundo o prontuário do veículo, constam apenas 10 multas a serem pagas, o que significa que pelos 11 delas foram pagas pelo proprietário do carro.

Leia a resposta da Polícia Civil sobre o caso:

A Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (PCMG) esclarece que na manhã desta segunda-feira (8), aconteceu, no Palácio da Liberdade, uma reunião entre a chefia da PCMG e a Secretaria de Governo para tratar sobre a permanência do Delegado-Geral César Augusto Monteiro Alves Júnior a frente da Diretoria do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG). A decisão pela permanência se deve ao histórico do delegado nos 25 anos atuando como servidor da instituição, demonstrando habilidade técnica, competência, compromisso e urbanidade no trato com o cidadão.

A PCMG ressalta que o exercício do cargo não isenta qualquer cidadão de suas obrigações legais. Por esse motivo, o Diretor do Detran-MG entregou, voluntariamente, no inicio da tarde de hoje, a Carteira Nacional de Habilitação para dar início ao processo de suspensão. Desta forma, o delegado se responsabilizará pelas infrações como proprietário dos veículos, renunciando aos prazos de defesa e ao direito de recurso para, imediatamente, se submeter ao curso de reciclagem e aos exames nos termos da lei.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.