Projeto Tecendo Itabira do estilista Ronaldo Silvestre utilizará salas da Cobal

 366 Visualizações

Foto: PMI/divulgação

O Prefeito de Itabira, Ronaldo Magalhães, assinou nesta semana um decreto em que autoriza o instituto Tecendo Itabira, idealizado pelo gestor e estilista itabirano Ronaldo Silvestre, a utilizar nove salas situadas no segundo andar do Mercado Municipal Caio Martins da Costa (Cobal).

Neste espaço funcionará as atividades do projeto de manufaturas domésticas, como costura e artesanato. O decreto estabelece ainda, que apenas estas atividades sejam desenvolvidas no local.

Ainda de acordo com o decreto, a responsabilidade de cuidar dos imóveis, como limpeza e manutenção é do instituto. O prazo de permissão para uso das salas é indeterminado, porém, o Município pode revogar a permissão a qualquer momento por descumprimento das regras estabelecidas, por exemplo.

Oportunidade

O objetivo do projeto é que empresas da cidade utilizem produtos fabricados no município em suas produções ou em benefícios oferecidos por ela, como lanches e almoço, que poderão utilizar matérias primas cultivadas em Itabira, em sua fabricação. Outra finalidade, é fazer com que Itabira se transforme em polo e referência comercial de produtos artesanais, por meio da exportação de queijo, doce, cachaça entre outros, para as cidades vizinhas.

Ronaldo Silvestre, idealizador do instituto, durante o Minas Trend Inverno 2018 – Foto: – ZOEIRA – 11zo0201 – ZE TAKAHASHI FOTOSITE

Para Ronaldo Magalhães, essa é uma oportunidade de mudar a cultura de que Itabira é uma cidade dependente apenas do minério. “Isso não é só uma geração de emprego, é uma oportunidade das pessoas darem visibilidade à sua produção. Ser dona do próprio negócio. Oportunidade da população de se qualificar e aprimorar os seus conhecimentos para se tornar empreendedora. Mudando essa ideia de que a cidade vive exclusivamente da extração de minério de ferro.”, concluiu o prefeito.

O Instituto, criado há nove anos, desenvolverá trabalhos para as famílias de baixa renda e do perímetro rural. Três dessas salas cedidas pela Prefeitura, por exemplo, serão destinadas para “Cozinha experimental”, onde as pessoas poderão criar e desenvolver suas receitas de doces e todo tipo de produto artesanal com identidade de Itabira.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.