Número de vítimas da chuva em Minas Gerais pode chegar a 12

 207 Visualizações

Em Contagem, na Grande BH, onde uma queda de barreira já havia provocado transtornos esta semana, sete casas foram interditadas (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

 

A chuva intensa da madrugada de sexta-feira elevou para quatro o número de pessoas desaparecidas após serem arrastadas por inundações no estado, o que pode aumentar o total de óbitos provocados pela chuva para 12 na atual estação. 

Com o caso de desaparecimento no Paquetá, bombeiros estão à procura de quatro pessoas levadas pela enxurrada em Minas. Em Urucânia, na Zona da Mata, ainda são feitas buscas por dois desaparecidos no Rio Casca, e há outro sumiço devido às chuvas em Vespasiano.

Até a noite de ontem, havia a confirmação de oito mortes, depois de encontrado o corpo de Eva de Jesus, de 67 anos, na sexta-feira em Urucânia. Ela era avó da adolescente Maria Fernanda Juventino Iris Rosema, de 13, que também morreu e cujo corpo já havia sido resgatado. As buscas seguem nas imediações da cidade, com 11 bombeiros em terra e um helicóptero com equipe médica de emergência.

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) informou que as declarações de emergência feitas pelos municípios atingidos pela chuva em Minas e pelo estado já foram consideradas pelo órgão nacional, como forma de acelerar medidas de assistência. A pasta reconheceu, na última quinta-feira, emergência em 14 municípios.

A previsão do tempo para hoje é de instabilidade, com chuvas em todo estado, segundo o instituto PUC Minas TempoClima. No Norte, a preciptação deve ser significativa e pode causar transtornos. (Estado de Minas)

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.