TERCEIRIZADOS – Cerca de 300 serão dispensados pela Prefeitura de Itabira

 134 Visualizações

A queda na receita e a pressão com a folha de pagamento de servidores têm feito a Prefeitura de Itabira preparar um verdadeiro pacotão de demissões. O movimento começou nos últimos dias, de forma tímida, e será acentuado nos próximos dias com a dispensa de aproximadamente 300 funcionários de uma das empresas prestadoras de serviços do município. 

A decisão foi tomada pelo Governo Ronaldo Magalhães que pretende exonerar também alguns comissionados. A princípio as demissões começaram nesta semana, e atingem principalmente os contratados pela Conservo.

? Leia mais

CÂMARA – Capoeira retira de votação projeto que aumenta IPTU em Itabira

ECONOMIA – Câmara de Itabira analisa proposta para revisão de Iptu e ISS

Prefeitura de Itabira pode atrasar o 13º dos servidores

Os problemas financeiros da Prefeitura de Itabira seguem criando dificuldades na administração municipal e inviabilizando o plano de Governo do prefeito Ronaldo Lage Magalhães (PTB). Na semana passada o prefeito enviou a Câmara de Vereadores dois Projetos de Leis que preveem alterações e impactos na arrecadação e orçamento do município. O pacote de mudanças solicita ao Legislativo as revisões de tributos como o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e o Imposto Sobre Serviços (ISS), além de um Projeto de Lei que solicita aumento do limite de remanejamento da receita do município de 25% para 35%.  As matérias que seriam votadas pelos vereadores na última terça-feira foram retiradas de pauta, mas devem voltar para o plenário na semana que vem.

E para tornar a situação do Governo ainda mais crítica na semana passada o Secretário Municipal de Fazenda, Marcos Alvarenga Duarte, admitiu em entrevista a imprensa que o Governo enfrente grandes dificuldades para quitar em dia o 13º salário do funcionalismo público. Serão necessários cerca de R$14 milhões para pagamento da primeira e segunda parcelas, mas de acordo com Marcos Alvarenga, o município tem garantido somente R$3 milhões.

O Via Comercial entrou em contato com a assessoria de comunicação do Governo, mas ainda não obteve retorno. 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.