CENTRO DE ITABIRA – Prefeitura intensifica fiscalização na Praça Acrísio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 107 Visualizações

Várias viaturas cercaram a praça em apoio a ação dos fiscais

Uma fiscalização na Praça Acrísio de Alvarenga, no Centro de Itabira, provocou confusão e prisão na tarde desta quinta-feira (19). Nos últimos dias a fiscalização tem sido intensificada no local frequentado por vendedores ambulantes e hippies informais.

Superintendente de Promoção Humana, da Secretaria Municipal de Ação Social, Antônio Gonçalves Fernandes da Silva, o Toninho da Pedreira.

De acordo com os fiscais as ações no local acontecem na medida em que a necessidade de diminuir o volume do cenário em que a praça tem sido ocupada. Além dos fiscais do Departamento de Posturas do município, assistentes sociais também acompanharam a fiscalização com apoio da Polícia Militar. 

Durante a fiscalização o superintendente de Promoção Humana, da Secretaria Municipal de Ação Social, Antônio Gonçalves Fernandes da Silva, o Toninho da Pedreira, falou com a imprensa. De acordo com o superintendente todos aqueles vendedores e ou hippies cadastrados na Prefeitura Social tem recebido assistência necessária, como local para banho, higiene e até mesmo passagens de ônibus, neste caso, para os que desejam voltar para suas cidades de origem. “O fato deles exporem e venderem seus produtos não seria o problema, mas a forma com que a praça tem sido utilizada por eles é que não é permitido pelo município. Sendo assim se faz necessário que eles utilizem espaços adequados para higiene pessoal e outras necessidades físicas individuais”, disse.

Apesar da operação de fiscalização ter começado com orientação para que os comerciantes (hippies) deixassem o local de forma pacífica, a ação foi tensa com discussões e ameaças, e alguns hippies foram detidos pela Policia por desacato. Não foram encontradas drogas no local, mas duas armas brancas (facas e facões), foram apreendidas pelos policiais.

Segundo a polícia um menor de idade, que seria de outro Estado vivia entre os hippies e também foi levado para a Delegacia. Ainda de acordo com a polícia todos teriam vindo para Itabira com destino ao distrito de Ipoema, onde aconteceria uma festa Rave, mas não retornaram para suas cidades.

Os fiscais da Prefeitura justificaram a operação informando que para essas pessoas se manterem no local será necessário que eles não obstruam a passagem das pessoas com barracas, fogueiras e produtos para venda, e tenham autorizações do município. 

Um menor de idade estava entre os hippies e acabou sendo levado para a Delegacia

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *