Prefeitura implanta viveiro para produção de mudas da mata nativa

mudas-textoA Prefeitura de Itabira, em parceria com o Instituto Espinhaço, está ampliando e preparando o antigo Viveiro Municipal, localizado no Posto Agropecuário, para produzir mudas da mata nativa dos biomas de Minas Gerais. A ação faz parte do projeto “Semeando Florestas, Colhendo Águas no Espinhaço”, que está inserido no Programa Plantando o Futuro, do Governo de Minas Gerais.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Nivaldo Ferreira do Santos, o novo viveiro atenderá o Núcleo Regional do projeto, formado por 12 cidades vizinhas. “Os municípios serão beneficiados com as mudas produzidas em Itabira e com ações de preservação, recuperação e recomposição ambiental. Além disso, em toda a região da Serra do Espinhaço haverá outros núcleos, totalizando mais de cinquenta cidades beneficiadas com a produção, distribuição, plantio e manutenção”, disse.

Para o prefeito Damon Lázaro de Sena, este é um projeto de grande importância para a região, uma vez que a mesma possui um meio ambiente degradado, principalmente por causa da mineração. “A partir desse processo, poderemos reflorestar a Serra do Espinhaço. A expectativa é de que em janeiro de 2017 tenhamos cerca de 700 mil mudas de árvores nativas. O objetivo desse viveiro é produzir, nos próximos anos, mais de três milhões de mudas”.

Saiba Mais

O Programa Plantando o Futuro (PPOF), do Governo de Minas, é coordenado pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Por meio do programa, o Estado busca plantar 30 milhões de árvores, compreendendo assim a recuperação de 40 mil nascentes, seis mil hectares da mata ciliar e dois mil hectares de áreas degradadas, em todos os 17 Territórios de Desenvolvimento de Minas Gerais, até 2018.

Leia Também!

Ações da Vale sobem 25% só em janeiro

As ações da mineradora Vale, em operação em Itabira desde 1942,  são destaque de alta …