Iraniano sofre acidente e morre em prova de ciclismo da Paralimpíada

Bahman Golbarnezha sofreu o acidente e faleceu após receber atendimento médico em hospital (FOTO: REPRODUÇÃO/ COMITÊ PARAOLÍMPICO DO IRÃ)
Bahman Golbarnezha sofreu o acidente e faleceu após receber atendimento médico em hospital (FOTO: REPRODUÇÃO/ COMITÊ PARAOLÍMPICO DO IRÃ)

O Brasil conquistou mais uma medalha na Paralimpíada do Rio de Janeiro. O brasileiro Lauro Chaman ficou com a medalha de prata na prova de ciclismo de estrada, na categoria C4-5. Porém, o evento ficou marcado por um grave acidente envolvendo o atleta iraniano Bahman Golbarnezha, que acabou morrendo após receber atendimento médico em um hospital do Rio de Janeiro.

O atleta iraniano perdeu o controle da bicicleta na Descida do Grumari, se chocou contra uma mureta, voou e acabou se ferindo na cabeça. Bahman Golbarnezha foi levado de ambulância para um hospital no Rio de Janeiro, mas acabou sofrendo um traumatismo craniano e não aguentou.

Golbarnezhad já havia participado de outra prova do ciclismo de estrada nessa edição da Paralimpíada, a de contrarrelógio, na mesma categoria, na quarta-feira, ficando em 14º lugar. O iraniano também disputou os Jogos Paralímpicos de Londres, em 2012.

Brasileiro

Três dias após se tornar o primeiro atleta do Brasil a subir ao pódio no ciclismo de estrada nos Jogos Paralímpicos com o bronze no contrarrelógio da classe C5, Lauro Chaman garantiu a prata na prova de estrada C4-5, este que foi o melhor resultado do esporte na história dos Jogos.

O brasileiro concluiu a prova em 2h13min46s e ficou atrás do campeão, Daniel Abraham Gebru, dos Países Baixos, que marcou 2h13min08s. Lauro, que foi líder nos primeiros 15km do trajeto, ficou menos de um segundo à frente do italiano Andrea Tarlao, que conquistou o bronze. (SuperFC)

Leia Também!

Serra Do Caraça será palco do 1º. Desafio De Moutain Bike

No próximo dia 26 de março, domingo, a cidade de Catas Altas, a 85km de …