Minas Gerais, Polícia

Polícia prende sete suspeitos de explodir caixas eletrônicos no Norte de Minas

A PM já conseguiu recuperar R$ 90 mil do dinheiro roubado
Foto: Material apreendido

A Polícia Militar (PM) apreendeu, neste domingo (11), cinco fuzis e 13 bananas de dinamite na cidade de Taiobeiras, no Norte de Minas, que seriam da quadrilha que explodiu caixas eletrônicos do Banco do Brasil na última quinta-feira em Rio Pardo de Minas, na mesma região.

O material estava escondido em um matagal, onde também foram encontrados uma grande quantidade de detonadores, cordel detonante, colete balístico com capa, malotes de agências bancárias, coturno e uniformes utilizados na ação criminosa. Sete pessoas suspeitas de envolvimento no crime já estão presas e a PM já conseguiu recuperar R$ 90 mil do dinheiro roubado.

Na tarde de sábado, militares de Taiobeiras estavam em patrulhamento preventivo, para garantir a segurança no carnaval da cidade, e receberam informações de que o material estaria escondido em um matagal às margens da rodovia MG-404, próximo a um motel.

De acordo com a PM, policiais deram buscas no matagal e encontraram o material. “Os militares foram até o mencionado comércio e, em um matagal, situado a cerca de 200 metros do estabelecimento, encontraram cinco fuzis, sendo um AK-47 e quatro calibre 556, 13 bisnagas de dinamite, grande quantidade de detonadores, cordel detonante, colete balístico com capa, malotes de agências bancárias, coturno e uniformes utilizados na ação delituosa”, informou a PM.

Ainda de acordo com a PM, uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) foi para o local para fazer uma varredura do local, em busca de mais explosivos. “As buscas continuam com vistas à captura e prisão dos demais integrantes da organização criminosa”, informou a PM.

PRISÕES

Ao todo, 15 pessoas participaram do assalto. Quatro foram presas ainda na quinta-feira, sendo três homens e uma mulher. Segundo a PM, os assaltantes chegaram à cidade em carros e motos, por volta das 2h da madrugada, e se dividiram em três grupos. Um deles cercou o quartel da PM e começou a atirar para impedir que dois policiais de plantão saíssem da unidade. Houve troca de tiros e ninguém foi ferido.

Uma outra parte do bando foi em direção às residências dos outros policiais e começaram a monitorar para que ninguém saísse. Já o restante explodiu a agência bancária, localizada no centro da cidade. Toda a ação durou cerca de 45 minutos.

Em seguida, os bandidos fugiram por uma estrada de terra. Com os quatro presos,a PM recuperou R$ 40 mil. Depois, outros R$ 50 mil foram recuperados com a prisão de mais três suspeitos.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *