Colunistas, Nivaldo Ferreira

Nivaldo Ferreira – A primeira reunião de 2018

Nivaldo Ferreira dos Santos é Mestre em Administração Pública, Professor, Líder Comunitário e Servidor Público

No dia 7 de janeiro de 2018 a Interassociação dos Amigos dos Bairros de Itabira realizou sua reunião mensal com os representantes das Associações de Moradores e outras entidades da comunidade. Foi a primeira reunião do ano e vários temas foram abordados – apresento a seguir o resumo de alguns deles:

* A presidente da Interassociação, Rosimeire Álvares, comentou que na comunidade rural onde ela mora, Morro Santo Antônio, foi criada uma “caixinha da estrada” para pagar pelo serviço de máquinas particulares para consertar os pontos mais críticos da estrada – segundo ela, isso precisou ser feito depois que a associação de moradores da localidade procurou a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Obras, e foi informada que a Prefeitura não poderia atender suas solicitações porque estava tendo “falta de óleo para as máquinas”;

* A tesoureira da Interassociação, Maria das Graças, disse que “tem muito serviço na obra de construção da sede própria da Interassociação, mas estamos precisando de mais ajuda, principalmente no que se refere a mão-de-obra, materiais de construção e dinheiro para completar os materiais e serviços que ainda estão faltando”;

* Francisco Carlos da Silva, indicado pela Interassociação como suplente do Codema – Conselho Municipal de Meio Ambiente, comentou que “a solução para o esgoto do Bairro Bela Vista ainda está longe de se tornar uma realidade” e questionou o fato de o governo municipal estar demorando a oficializar a sua nomeação no Codema. Ele informou também que a próxima reunião do Codema só deve acontecer no mês de fevereiro;

* Gercimar Almeida, morador do Bairro Pedreira, comentou na reunião sobre o chamamento público de patrocínio a projetos e eventos para o primeiro semestre de 2018, que está sendo realizado pela Codemig – Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, através de edital publicado no sítio eletrônico www.codemig.com.br . Podem participar apenas pessoas jurídicas, como associações, empresas, municípios e organizações não governamentais – as inscrições poderão ser feitas de 10 de fevereiro a 3 de março e o resultado será divulgado em 21 de março. O edital traz as informações que devem ser incluídas nos projetos e os documentos necessários para a inscrição – e um texto disponível no sítio eletrônico da Codemig informa que “os principais objetivos do chamamento público são: incentivar e investir em projetos de terceiros que possam fortalecer cadeias produtivas do Estado de Minas Gerais, principalmente aquelas ligadas à indústria criativa (moda, gastronomia, audiovisual, design, música, etc.), à indústria de alta tecnologia (materiais estratégicos, aeroespacial e defesa, biotecnologia, semicondutores e tecnologia da informação) e à mineração, energia e infraestrutura; identificar e valorizar iniciativas que promovam o desenvolvimento econômico e social, notadamente com ênfase nos negócios; estabelecer parcerias que aperfeiçoem esforços e potencializem os resultados de ações em benefício dos segmentos econômicos; estimular a realização de projetos de interesse público” – o total de patrocínios previsto é de até um milhão de reais, sendo que o valor máximo a ser concedido para cada patrocínio, independentemente do valor total da proposta apresentada, será R.500,00 (dezenove mil e quinhentos reais). Confiram na internet e participem!

No primeiro domingo de fevereiro deve acontecer a próxima reunião da Interassociação. Para saber mais sobre as reuniões e outras atividades da Interassociação e das Associações de Moradores, entrem em contato pelo telefone 3834-0874 ou pessoalmente na sala 42 do Mercado Municipal “Caio Martins da Costa” – Avenida João Pinheiro, 535 – Centro.

 

PLANO DIRETOR

Recebi recentemente mais uma contribuição do nosso amigo e leitor José da Costa Dias, o Zezito, do Centro. Desta vez ele lembra a importância do processo de revisão do Plano Diretor do Município de Itabira, que foi concluído em 2016 – é bom salientar que o Plano Diretor elaborado em 2006 previa em seu texto que a revisão deveria acontecer em “até cinco anos”, ou seja, esse processo deveria ter sido realizado cinco anos antes, mas só ocorreu depois de muita insistência de algumas lideranças da comunidade, entre elas o próprio Zezito.

Zezito lembra em seu texto que uma das entidades mais atuantes nessa discussão foi a Interassociação, que discutiu em várias reuniões grande parte das alterações desejadas pela comunidade e definiu a necessidade de Revisão do Plano Diretor como uma das prioridades dos trabalhos da entidade, em reunião que contou com psicóloga Patrícia Pires Alvarenga e outras lideranças da região central de Itabira, além de dezenas de representantes de vários bairros e comunidades rurais.

Ele cita e comenta ainda a atuação de funcionários públicos de carreira que orientaram e lideraram grande parte das discussões, como Dartison da Piedade Fonseca, Patrícia de Castro Ferreira, Jorge Martins Borges, Júlio César Moreira Pessoa, Elísio Marcos Costa Silva, Carlos Humberto de Oliveira Cruz, Domício Carlos Bragança Guerra, Maria Auxiliadora Silva Matoso, Altamir José de Barros, Antônio Carlos Alvim de Figueiredo e Gláucia Emiliano Oliveira.

Zezito destaca a importância da revisão realizada no Plano Diretor de Itabira, mas lamenta não ter sido contemplada a previsão do embutimento das instalações elétricas no Centro Histórico e mais incentivos para desenvolver a zona rural do município de sustentável e afirma que espera que nos próximos anos essas questões sejam incluídas de forma mais clara no planejamento municipal. E conclui o texto lembrando a equipe da Fundação João Pinheiro, que coordenou a elaboração do Plano Diretor aprovado em 2006, e a equipe da Fundação Israel Pinheiro, que coordenou a revisão concluída em 2016.

Mais uma vez, agradecemos a participação do Zezito em nossa coluna e esperamos que suas sugestões, bem como as de outros cidadãos e líderes da nossa comunidade, sejam ouvidas e colocadas em prática pelos nossos legisladores e pelo Poder Executivo Municipal. Até breve!

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *