Sete Lagoas – Detento é suspeito de ordenar mortes de mãe e filha de dentro da penitenciária

Sete Lagoas – Detento é suspeito de ordenar mortes de mãe e filha de dentro da penitenciária

Frente da casa da ex-namorada assassinada pelo presidiário – Foto: OT

Um crime bárbaro chocou a cidade de Sete Lagoas, na região Central de Minas, na tarde deste domingo (9). Mãe e filha foram cruelmente assassinadas a tiros dentro de casa, no bairro Aeroporto Industrial.

A Polícia Militar (PM) informou que, inconformado com o fim do relacionamento, o ex-namorado de Luara Laressa Paulino, de 16 anos, contratou dois homens de Belo Horizonte para executar a moça. O suspeito, identificado como Bruno Henrique, de 22 anos, está detido no presídio de Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital mineira. Mesmo preso, o ex-namorado de Luara ligava para a jovem a ameaçando de morte.

Segundo tenente Cassio Magno de Moura “os suspeitos pararam a moto na porta da residência. Um deles, sem capacete, chamou por Luara, mas foi a sua mãe quem abriu o portão. Ela foi pega pelo cabelo e levada ate o quarto da filha, onde as duas foram mortas”, explicou o tenente Cassio Magno de Moura, da 27ª Companhia, do 25º Batalhão de Polícia Militar.

Segundo o tenente Ivair José Cardoso, que também acompanhou o caso, o suposto mandante do crime havia ligado para a ex-namorada e acompanhou o assassinato pelo telefone. “Cerca de 45 minutos depois percebemos que o telefone da casa estava ligado e desligamos”, contou o tenente. Um dos suspeitos teria falado com a irmã da vítima, de 18 anos, que ela seria poupada porque ela tinha uma criança. O criminoso teria mandado que ela, porém, não olhasse para seu rosto.

A dupla fugiu em uma moto Titan e não foi localizada. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

Bruno  é suspeito de cometer oito homicídios.

A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) vai instaurar um procedimento de apuração para averiguar como os celulares encontrados na cela de Bruno Henrique entraram na  penitenciária Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves. A reportagem entrou em contato com a direção do presídio, mas o diretor-geral informou que não poderia passar informações.  Luara estava com um novo namorado. De acordo com vizinhos, eles planejavam ficar noivos e se casar. (Com Aline Diniz e Ricardo Vasconcelos/OT)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ir para o Topo