Sindicato quer que a Vale pague 8% do seu lucro líquido para seus empregados

Sindicato quer que a Vale pague 8% do seu lucro líquido para seus empregados

O Sindicato Metabase de Itabira e Região divulgou nesta terça-feira, dia 10, a pauta unificada de reivindicações dos trabalhadores da mineradora Vale para o acordo coletivo de trabalho PLR 2012.

Na pauta de reivindicações, o sindicato pede que a Vale pague a seus empregados o equivalente a 8%(oito por cento) do seu lucro líquido no ano fiscal 2012, a título de Participação nos Lucros e Resultados – PLR. A PLR ainda seria paga também aos empregados afastados por doenças ou acidente do trabalho, assim como aqueles cedidos a entidades sindicais. O sindicato ainda sugere que a PLR seja paga no prazo de 15 (quinze) dias a contar da divulgação das demonstrações contábeis do exercício 2012 perante a Comissão de Valores Mobiliários.

De acordo com o sindicato, o valor previsto para a PLR seria calculado na seguinte forma:

a) 4% (quatro por cento) do lucro líquido do exercício 2012 seria dividido em partes iguais entre todos os empregados, independente do salário percebido por cada empregado ou de qualquer outro fator, proporcionalmente ao número de meses ou fração superior a 15 (quinze) dias de contrato no exercício 2012. Esta parcela da PLR, de acordo com o Metabase Itabira, seria definida – em valor nominal em reais – a partir do histórico das participações nominais nos últimos três anos e a partir dos valores de lucro líquido apurado nos demonstrativos encerrados no fim do primeiro semestre de 2012;
b) 4% (quatro por cento) do lucro líquido do exercício 2012 seria pago proporcionalmente ao salário de cada empregado, na forma do § 2º desta cláusula, observado o número de meses ou fração superior a 15 (quinze) dias de contrato no exercício 2012.
§ 2º A parcela da Participação nos Lucros e Resultados prevista na alínea ‘b’ do § 1º dessa cláusula poderia ser vinculada a metas de produção, observando-se na sua elaboração os seguintes pesos para cada tipo de meta:
a) 50% (cinqüenta por cento) – metas da empresa;
b) 30% (trinta por cento) – metas do departamento;
c) 20% (vinte por cento) – metas da gerência geral;

Como garantia de todas as condições de trabalho, o sindicato quer que a Vale se compromete a fornecer todas as condições necessárias, a fim de seus empregados atinjam suas metas, seja tanto no fornecimento e manutenção de equipamentos, quanto respeitando os limites físicos e mentais de cada trabalhador e ainda se comprometa a garantir o pagamento da PLR, mesmo que não se atinjam as metas estabelecidas em determinadas áreas, em razão de exaustão de equipamentos ou limite máximo de produção, ou por casos fortuitos.

Para discutirem a pauta sindicatos e a empresa (Vale) realizarão reuniões trimestrais de acompanhamento do possível acordo, em até 15(quinze) dias após a divulgação dos resultados trimestrais. A expectativa é que as propostas tenham vigência normativa de 1 (um) ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ir para o Topo